Bolsonaro afirma que vai demitir presidente dos Correios

O presidente dos Correios, o general Juarez Cunha

O presidente dos Correios, o general Juarez Cunha
Reprodução Twitter

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (14) que vai demitir o presidente dos Correios, o general Juarez Aparecido de Paula Cunha, por ele ter se comportado como “sindicalista”.

A informação foi passada à imprensa ao final de um café da manhã com os jornalistas que cobrem o Palácio do Planalto.

Trata-se da segunda demissão de general anunciada nesta semana. Na quinta-feira, o presidente tirou o general Carlos Alberto dos Santos Cruz do comando da Secretaria de Governo da Presidência.

Segundo o presidente, a exoneração deve ser publicada nos próximos dias e se deve à ida do presidente da estatal à Câmara dos Deputados, a convite de partidos da oposição. Para Bolsonaro, Juarez se comportou como um sindicalista na ocasião ao posar para fotos com deputados de esquerda. E também por ter afirmado que não haveria privatização nos Correios, ao contrário do que pretende o governo.

O R7 tentou contato com o general Juarez Aparecido de Paula Cunha por meio da assessoria de imprensa dos Correios, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

Leia mais: Bolsonaro pede desculpas a Maria do Rosário por fala de estupro

Deixe um comentário