Trauma antigo: Corinthians pode pegar o Tolima na pré-Libertadores

Ronaldo fazia parte do time do Corinthians eliminado em 2011

Ronaldo fazia parte do time do Corinthians eliminado em 2011
Mauricio Dueñas/EFE

A vitória contra o Ceará, nesta quarta-feira, garantiu o Corinthians na fase prévia da Libertadores de 2020. Sem mais poder alcançar a fase de grupos via Campeonato Brasileiro, o time já começa a especular possíveis adversários. E ao menos um deles causa calafrios no torcedor: o Tolima, algoz corintiano na mesma fase prévia da competição continental em 2011 e que também disputará a pré-Libertadores.

Sem conseguir alcançar a fase de grupos, o time colombiano foi, entre os não classificados, quem mais somou pontos entre os torneios Apertura e Finalización, o que, na Colômbia, garante uma vaga na segunda fase preliminar. O Independiente Medellín, campeão da Copa da Colômbia, é o outro time do país na etapa anterior aos grupos.

Quem também traz más recordações ao Corinthians e que está na mesma situação é o Guaraní, do Paraguai. A equipe, que eliminou os brasileiros nas oitavas de final em 2015, ficou com a quarta vaga de seu país na competição continental e, por isso, entrará na primeira fase preliminar.

Outros times já garantidos na pré-Libertadores são Carabobo, da Venezuela, Universitário, do Peru, Barcelona, do Equador e Palestino, do Peru.

Dos times brasileiros, só o Corinthians já está garantido na fase preliminar. A outra vaga ficará entre o Internacional e o Goiás.

Campeã mundial, Simone Biles curte namoro fora das competições

PSG quer envolver Vinicius Junior em negociação de Mbappé com o Real

Lance

Lance
Lance

O diário ‘AS’, da Espanha afirmou em publicação nesta quinta-feira que o PSG está de olho no atacante Vinicius Junior e quer incluir o brasileiro em uma possível venda de Mbappé para o Real Madrid.

Segundo o periódico, Leonardo, diretor executivo do clube parisiense, vê Vinicius como um craque do futuro e quer o ex-Flamengo mais uma quantia em dinheiro para ceder Mbappé, que tem sua ida para o clube merengue vista como inevitável.

Vinicius Junior não joga pelo Real Madrid desde o dia 9 de novembro e chegou a ficar fora da lista de relacionado em dois jogos. Na temporada, o atacante não vem sendo muito aproveitado por Zidane e atuou em 11 partidas, marcando apenas um gol e dando uma assistência.

Vinícius Jr e Mbappé - Troca

Vinícius Jr e Mbappé – Troca
Lance

Capa do ‘AS’ desta quinta-feira (Foto: Reprodução/As)

Campeão do mundo em 2006, Luca Toni estará na Legends Cup Brasil

Lance

Lance
Lance

Campeão do mundo em 2006 pela Itália, artilheiro da Bundesliga e campeão da Liga Alemã, Campeonato Alemão e Copa da Alemanha na temporada 2007-08 pelo Bayern de Munique, o atacante Luca Toni estará em campo no próximo dia 15 de dezembro, na Legends Cup Brasil, que acontecerá no Morumbi.

O evento reunirá mais de 50 jogadores que atuaram pelo Bayern, São Paulo, Barcelona e Borussia. Os jogos terão dois tempos de 25 minutos. Os melhores do quadrangular se enfrentam na final e os outros dois disputam o terceiro lugar da competição.

Além de Toni, a equipe do Bayern de Munique contará com Klose, Zé Roberto, Paulo Sérgio, Van Buyten, Elber, Demichelis, Starke, Butt, Lúcio, Sammy Kuffour, Hans Pflügler, Sternkopf, Witeczek, Misimovic, Ivic Olic, Markus Schupp, Andreas Ottl e Bernardo. Augenthaler comanda a equipe.

Pelo Barcelona, jogarão Javier Saviola, Edmilson, Belletti, Sonny Anderson, Juan Pablo Sorín, Sergi Barjuan, Nadal, Dehu, Angoy, Litmanen, Ludovic Giuly, Giovanni, Simão Sabrosa, Gaizka, Goicoechea, Arnau, Deco e Xavier Sánchez Jara. Ferrer será o técnico.

Sob o comando de Muricy Ramalho, o Tricolor terá em campo Cafu, Dagoberto, Denilson, Lugano, Mineiro, Josué, Richarlyson, Cicinho, Júnior, Aloísio Chulapa, Silas, Careca, Zetti, Roger, Fabão, Alex Silva, Jorge Wagner, Souza, Falcão, Muller, Leandro Guerreiro e Ronaldão.

O Borussia terá Amoroso, Ewerthon, Tinga, Riedle, Koller, Júlio César, Roman Weidenfeller, Evanilson, Dedê, Patrick Owomoyela, Mohamed Zidan, Jorg Heinrich, Miroslav Stević, Mladen Petric, Kringe, Barrios e Oliver Kirch, sob o comando de Jörg Heinrich.

Os ingressos já estão à venda pelo site da Bilheteria Digital e nas bilheterias físicas. Quem garantir um lugar na Legends Cup Brasil poderá assistir todas as partidas e rever mais de 50 grandes jogadores em campo.

Veja a programação

14h| Barcelona x Borussia
15h| São Paulo x Bayern
16h| 3º e 4º lugares
17h| Final

Remasterizações de Vanquish e Bayonetta chegam ao Xbox One em 2020

Remasterizações de Bayonetta e Vanquish para Xbox One apareceram na Microsoft Store.

A página aponta que a nova versão de Bayonetta será lançada em 18 de fevereiro com suporte para resolução 4K e 60 fps, assim como a versão de PC lançada em 2017.

Na mesma data, uma remasterização de Vanquish, jogo de tiro em terceira pessoa da Sega, vai chegar ao console da Microsoft com as mesmas opções de performance.

Leia mais: Versão sem disco do Scarlett existe?

Para mais sobre Xbox One, confira a lista do IGN Brasil que elege os 25 melhores games do console.

Inscreva-se no canal do IGN Brasil no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Twitch!

Com 19 anos, atleta da Nova União conquista título mundial de MMA amador e projeta futuro no UFC: ‘É o foco’

* Com apenas 19 anos de idade, Sabrina Souza já passou por diversas experiências ao longo da vida. Em uma ordem cronológica, iniciou nas artes marciais aos oito, passou pela Capoeira, Jiu-Jitsu e Muay Thai, e ainda muito jovem, decidiu migrar para o MMA. Com muito potencial, chegou à renomada Nova União aos 16 através de seu empresário e, observada de perto por Dedé Pederneiras, que a aprovou numa espécie de “teste”, passou a treinar com nomes consagrados da equipe.

Para ficar bem próxima ao CT da Nova União, tomou a difícil decisão de sair da casa dos pais, com quem morava Gardênia Azul, na Zona Oeste, e foi morar com uma amiga no Morro Azul, no Flamengo. A atitude rendeu frutos e, no último mês de novembro, a atleta conseguiu o grande feito de ser campeã Mundial de MMA amador da Federação Internacional de MMA (IMMAF, na sigla em inglês) em Manama, no Bahrein.

Campeã na categoria peso-pena, Sabrina deu um verdadeiro show, vencendo todas as suas quatro lutas por finalização e superando atletas da Suécia, Polônia, Finlândia e Itália. O título foi a coroação de um grande esforço da lutadora, que no início do ano, sofreu uma grave lesão no quadril, que a impossibilitou de treinar e a obrigou a ser submetida à uma cirurgia e, posteriormente, à uma recuperação que durou cinco meses.

“Ela veio até mim através de um professor de Wrestling que dava aula na minha academia. Quando eu vi a Sabrina na academia que eu tinha na Barra da Tijuca, ela me despertou um interesse absurdo, porque com 15 anos, ela tinha muito potencial, muita técnica, humildade, simplicidade e um carisma surreal para dar aulas e ensinar. Eu notei que ela era uma menina diferenciada e tinha algo a mais. Eu queria apenas trazê-la para minha academia, mas conheci a família dela e perguntei para a Sabrina: qual é o seu sonho? Ela respondeu: ser lutadora de MMA. Em seguida, perguntei: qual é o melhor professor para você? Ela respondeu: o Dedé Pederneiras, quero treinar na equipe dele. Foi quando conheci o Dedé, há dois anos e meio. Fui através de um faixa preta do Dedé, que me levou até ele. O Dedé, com toda a humildade, falou: Francis, deixa ela treinar aí agora. Ele botou a ‘bichinha’ para fazer um sparring simplesmente com a Ketlen Vieira, que ia lutar no UFC. A porrada comeu, foi bom pra caramba. O Dedé pediu para ela já treinar no dia seguinte, às 8h, e o resto é história.

Estamos nessa parceria, cuidando dessa menina com toda a ajuda externa e, internamente, o Dedé é ‘absurdo’. Ele ajudou num trauma que ela teve, uma cirurgia que ela fez no quadril, ajudou com o melhor médico, o melhor hospital, e isso não tem preço. A gratidão que eu tenho pelo Dedé, por ter feito isso por ela, é enorme. Eu acredito que essa menina, pelo dia a dia, ela na Nova União, com os melhores professores e atletas, com o Dedé por trás disso tudo, eu tenho certeza que o céu é o limite para ela. Essa menina vai brilhar no UFC, ela vai chegar lá. Ela quer chegar, e ela vai. Ela lutando de 61kg para baixo, podem ter certeza que ela vai brilhar”, projetou Francis Leonardo, empresário da atleta.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Sempre foi um sonho aprender com @dede_pederneiras ###IMG-0######IMG-1###

Uma publicação compartilhada por Sabrina Souza ###IMG-2### (@sabrinna.souzza) em

Conheça mais sobre a história de Sabrina Souza em entrevista exclusiva:

– Início nas artes marciais

Meu primeiro contato com as artes marciais veio através da Capoeira, e logo depois, eu comecei nos treinos de Jiu-Jitsu, porque eu vi um treino de crianças, me interessei e entrei. Em seguida, eu comecei a fazer o Jiu-Jitsu junto com o Muay Thai, e isso foi muito importante para a minha formação como atleta nas artes marciais.

– Qual arte marcial mais te impressionou de início?

Eu sou de fases, né? (risos). Tinha uma época da minha vida que eu estava competindo muito no Muay Thai, era minha paixão. Logo depois, eu também passei a competir muito no Jiu-Jitsu, e acabou que se tornou também uma grande paixão minha. Eu fico entre os dois, mas o meu forte é no Jiu-Jitsu mesmo.

– Como surgiu o interesse de migrar para o MMA?

Eu comecei nas artes marciais com oito anos de idade e vi meus colegas de treino lutarem MMA, mas eu era muito nova ainda e não podia competir. Então, comecei a competir outras modalidades, como Jiu-Jitsu e Muay Thai, e assim que teve uma fase da minha vida que fiquei lutando só Jiu-Jitsu, que foi na GFTeam, eu estava sentindo falta de algo, e era o MMA. Foi dessa forma que cheguei na Nova União.

– Séria lesão sofrida ainda com 18 anos

A minha lesão foi bem difícil, por eu ser muito nova e eu ter que interromper os treinos para buscar tratamento. Assim que eu soube que iria operar, eu achei que não conseguiria mais voltar aos treinos. Para a minha recuperação, eu tive todo o suporte da Nova União, e foi em etapas. Comecei, primeiro, o tratamento com as melhores fisioterapeutas, e assim que fui melhorando, iniciei o fortalecimento muscular com os preparadores físicos e fui voltando aos poucos para os treinos.

– Título no Mundial de MMA Amador

Disputar o Mundial de MMA Amador foi uma experiência incrível, porque eu fiz meu camp lá no Bahrein, onde eu passei dois meses, e o evento foi totalmente diferente, por ser fora do Brasil e por todos os dias eu ter que fazer uma luta. Foram quatro lutas e quatro finalizações. A sensação de chegar na final e de ser campeã me fez relembrar tudo o que eu passei e aquela vontade de criança, de entrar no MMA. Foi incrível.

– Quais são suas inspirações no esporte?

Quem eu tenho como inspiração são as pessoas que treinam comigo, que eu vejo toda a dedicação, os momentos ruins, e que estão comigo diariamente, me ajudando… Como a Poliana Botelho, a Ketlen Vieira, o José Aldo, a Lara Procópio. São grandes espelhos para mim visando meu futuro no MMA.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Treino técnico com @leosantosjj @laraprocopio_ufc @josealdojunioroficial

Uma publicação compartilhada por Sabrina Souza ###IMG-6### (@sabrinna.souzza) em

– Como foi sua chegada na Nova União e sua evolução desde então?

Eu cheguei na Nova União com 16 anos e foi um sonho realizado, por eu ter sido vista treinando por um dos melhores treinadores do mundo, que é o Dedé Pederneiras. Assim que eu fui aceita na equipe, minha rotina mudou completamente e eu tive, de lá pra cá, bastante evolução, por estar treinando com uma equipe com nomes tão fortes no MMA. Foi e tem sido importantíssimo para mim esse período.

– Como você projeta seu futuro no MMA? Quais são os planos para 2020?

Eu sou nova, acabei de disputar o maior evento de MMA Amador. Eu sentei com os meus professores, o Rafael Vinícius e o Dedé, e resolvemos que em 2020 eu vou me manter no MMA Amador, até pelas oportunidades que vieram de eventos grandes de MMA Amador, e pela experiência. Está sendo uma experiência incrível, eu estou me preparando para quando chegar no profissional, ficar entre as melhores, e o UFC é o foco. Quero chegar lá com experiência e pronta para o que vier.

– Com 19 anos, você já passou por muita coisa. Qual balanço faz disso tudo?

Por tudo o que eu passei, pela lesão, por ter que sair da casa dos meus pais para morar ao lado do CT para treinar, ficar longe da família… Tudo isso está me fazendo ter muita responsabilidade e saber que tudo o que eu fiz foi para poder treinar, me dedicar, e agora estou muito focada no meu sonho. Quando eu estava no Bahrein, eu falei que sabia que viveria uma coisa muito incrível, justamente por eu nunca ter desistido. Esse título mundial de MMA Amador é apenas o começo, se Deus quiser.

* Por Mateus Machado

The post Com 19 anos, atleta da Nova União conquista título mundial de MMA amador e projeta futuro no UFC: ‘É o foco’ appeared first on TATAME.

Bayonetta e Vanquish, da Platinum Games, serão remasterizados no Xbox One

Bayonetta e Vanquish, da Platinum Games, serão remasterizados no Xbox One

Bayonetta e Vanquish, da Platinum Games, serão remasterizados no Xbox One
Outerspace

Bayonetta e Vanquish, dois grandes sucessos da PlatinumGames lançados na geração do PS3 e Xbox 360, serão relançados em versões remasterizadas no Xbox One no dia 18 de fevereiro de 2020.

A Sega, editora dos jogos, ainda não fez um anúncio oficial, mas os dois títulos apareceram hoje na loja online da Microsoft.

Segundo a descrição da loja, as remasterizações de Bayonetta e Vanquish rodarão em resolução 4K com 60 quadros por segundo em um Xbox One X.

Vanquish foi produzido por Shinji Mikami, criador de Resident Evil e The Evil Within, e foi lançado em 2010 para a Xbox 360 e PS3. Na época, o jogo foi muito elogiado e hoje é lembrando com saudosismo por sua base de fãs.

Já Bayonetta, dirigido por Hideki Kamiya, foi lançado originalmente no Japão em outubro de 2009 e chegou à América do Norte e Europa em janeiro de 2010. Mais tarde foi portado para o Wii U, Windows PC e Nintendo Switch.

O post Bayonetta e Vanquish, da Platinum Games, serão remasterizados no Xbox One apareceu primeiro em Outer Space.

Fluminense prioriza briga pela Sul-Americana e adia definição sobre Marcão

O Fluminense já conseguiu escapar do risco de rebaixamento no Campeonato Brasileiro, mas o clube ainda não definiu detalhes do planejamento para a próxima temporada. Como o time está envolvido na briga por uma vaga na próxima edição da Copa Sul-Americana, a diretoria não iniciou as conversas com Marcão para decidir se ele permanecerá como treinador do time em 2020.

“Hoje, sou o treinador do Fluminense. Estamos em uma competição muito importante. Estávamos lutando para fugir da zona do rebaixamento, mas ainda temos um objetivo a conquistar. Vamos para São Paulo com muita força em busca da vaga na Sul-Americana. Depois que acabar tudo isso, sentamos com o presidente e vemos a melhor situação para todos nós. Desde que cheguei aqui, coloquei-me à disposição para ajudar o clube”, disse Marcão, na sequência do empate por 0 a 0 com o Fortaleza, quarta-feira, no Maracanã, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

Após a demissão de Oswaldo de Oliveira, Marcão, então auxiliar técnico, assumiu o comando do Fluminense, mas logo foi efetivado no cargo. E dirigiu o time em 16 jogos no Brasileirão, com seis vitórias, seis empates e quatro derrotas, desempenho suficiente para evitar o rebaixamento. Nesse período, garante que nem teve tempo para pensar no futuro.

“Ainda não conseguimos dormir direito depois que entramos nesse período desde que assumimos o clube. Vou ser bem sincero, ainda não consegui parar para analisar o que vai ser o Marcão na frente. Estou vivendo o momento, o dia a dia. No momento que chegamos, precisávamos da entrega de todos, durante 24h, e foi isso que aconteceu. Todos muito unidos em prol do Fluminense”, disse.

Além de ter se livrado do risco de cair, o Fluminense está na zona de classificação à Copa Sul-Americana, com 43 pontos, em 14º lugar. E se superar o Corinthians no domingo, em Itaquera, disputará o torneio continental em 2020. Marcão espera que o time possa mirar mais alto na próxima temporada.

“O Fluminense é muito grande. Se eu disser que estou satisfeito por tudo que passamos, vou estar mentindo. Deveríamos brigar por Libertadores. É uma sensação de alívio. O clube passou por um ano difícil, com troca de gestão no meio do ano”, comentou.

Morre Coronel, ídolo do Vasco e ‘mais famoso marcador de Garrincha’

Lance

Lance
Lance

Morreu nas primeiras horas desta quinta-feira o ex-lateral-esquerdo Coronel, de 84 anos, que defendeu o Vasco de 1955 a 1962. Ele ficou conhecido como o principal marcador de Garrincha, ídolo do futebol brasileiro e de longa carreira no Vasco. Os embates entre os dois se transformaram em amizade.

Coronel morreu em Porto Real, na região do Médio Paraíba do Estado do Rio. De acordo com reportagem da Folha de São Paulo, ele foi submetido a uma endoscopia no último sábado e vinha sofrendo com dores.

Com passagem pela Seleção Brasileira, Coronel era Antônio Evanil da Silva. Defendeu também o Náutico, a Ferroviária (SP) e o Union Madallena (Colômbia). No Vasco, conquistou os Campeonatos Cariocas de 1956 e 1958.