Profissionais do CRI protestam pela permanência dos diretores

Após o vazamento de informações dentro da secretaria estadual de saude quanto a provável exoneraçao dos diretores do Centro de Reabilitação Infantil ( CRI), os servidores da unidade realizaram um protesto nas dependências da unidade. Cartazes foram carregados pedindo a permanencia da direção.
As manifestações se espalharam ainda nas redes sociais da governadora com clamor pela permanencia da atual gestão do Centro

O blog ainda teve acesso a uma carta endereçada ao secretário estadual de saúde, Cipriano maia ao qual os servidores apontam melhorias conquistadas pelos diretores como melhoria das estruturas físicas, entregas de ortese e protese, ampliaçao do acesso ao centro, dentre outros .

 

Veja abaixo a carta dos servidores enviada ao senhor secretário estadual de saúde

 

Natal, 02 de Setembro de 2019

Ao Exmo. Sr. Cipriano Maia

Secretário Estadual de Saúde do RN

Exmo. Secretário,

Nós servidores do Centro de Reabilitação Infantil e Adulto, vimos expressar nossa manifestação e apoio pela PERMANÊNCIA DA ATUAL DIREÇÃO DESTE CENTRO.

Para que possamos expressar nossos motivos para tal manifesto, resolvemos fazer apontamentos da situação ao qual nosso Centro enfrentou e ao qual hoje, após trabalho desempenhado pela nova gerência da unidade, obteve-se resultados bastantes significativos.

Assim sendo, pontuamos as seguintes situações:

  1. Infraestrutura física: A unidade encontrava-se com infraestrutura precária, com deficiência na acessibilidade, vigas caindo, infiltrações espalhadas por todo o prédio, com setores interditados pelo risco iminente de acidente, enquanto existia uma obra paralisada desde 2014. Com a nova direção, a obra foi retomada, todos os setores retornaram a funcionar, tendo melhorias significativas em todos os ambientes, dando conforto e segurança para os profissionais e pacientes (Anexo 1);
  2. Mobiliário: Os móveis disponíveis na instituição estavam em mau estado de conservação, apresentando-se enferrujados, quebrados, fatores que causavam acidentes constantes com profissionais e pacientes. Com a nova direção, foi realizado uma aquisição de móveis e 100% dos setores foram beneficiados, sendo feito troca de cadeiras, armários, mesas.
  1. Acesso ao Serviço: O Centro enfrentou durante anos filas longas para agendamento da avaliação global, tendo os pais a obrigação de chegar à Unidade no dia anterior à marcação, ficando expostos ao sol, chuva e insegurança. Com a nova direção, o agendamento foi modernizado passando a ser realizado por meio eletrônico e com a criação do Núcleo Interno de Regulação, os pacientes passaram a ser atendidos de acordo com o seu nível de prioridade, respeitando assim o princípio da equidade;
  2. Oferta de órtese, prótese e meios auxiliares de locomoção: Há pelo menos 5 anos não era realizado entrega de órtese e prótese, o que levava acúmulo de demandas judiciais. Também havia inúmeras cadeiras ocupando a quadra esportiva e salas de atendimento. Com a nova direção, foi retomado a entrega de órtese e prótese, criado o Núcleo de Demandas Judiciais e houve maior fluxo de entrega das cadeiras de rodas, desocupando as salas de atendimento;
  1. Capacitação Profissional: A oferta e incentivos à participação de capacitações e treinamentos eram escassas, o Seminário de Reabilitação do RN, evento da própria instituição, já não mais era realizado há anos. Com a nova direção, foi ampliada a oferta de cursos, sejam eles de iniciativa da própria instituição ou de parceiros, o Seminário foi retomado e ampliado;
  2. Limpeza das áreas externas  e conservação de equipamentos: A unidade enfrentou por diversos problemas com a sua limpeza, principalmente na área externa, sendo necessário paralisarmos nossas atividades como alerta pelos focos de mosquitos aedes aegypti, baratas, escorpiões e outros insetos. Além disso, a unidade tinha serviços precários de manutenção e conservação. Com a nova direção foi realizado limpeza da área externa em parceria com a URBANA, dedetizações mensais, e manutenção constantes;
  3. Parceria com Hospitais e outras instituições: Durante anos, o CRI/CRA não possuiu relacionamento com outras instituições, sendo uma “ilha” dentro do estado. Com a nova direção, foram realizadas parcerias com o hospital Ruy Pereira e Hospital Maria Alice para atendimentos ambulatoriais e exames de pacientes acompanhados pelo Centro, fator que facilitou o atendimento dos pacientes e a manutenção do tratamento no serviço de reabilitação; além disso, foram realizadas parcerias com o Ibama que já nos doou madeiras e peixes, como também aumentaram-se o  número de estudantes das instituições de ensino superior, ao qual tem colaborado com nossas atualizações científicas e dado suporte no atendimento dos pacientes.
  4. Aquisição de equipamentos: Semelhantemente aos móveis, o CRI/CRA passou quase toda a sua existência sem a renovação ou aquisição de novos equipamentos, o que impediu a implantação de novas técnicas, a melhoria do atendimento e a precarização dos serviços. Com a nova direção, foram adquiridos por meio de parceria com o Ministério Público do Trabalho, equipamentos para o setor de audiologia. Também foram realizadas doações de uma bicicleta ergométrica e um aparelho Nintendo wii para implantação da gameterapia;
  5. Comunicação com usuários: O único canal disponível pelo CRI/CRA para comunicação com os seus usuários eram os telefones, que em muitos setores já não existia linhas. Com a nova direção, aconteceu uma redistribuição das linhas, priorizando os setores estratégicos, além da ativação de canais de comunicação alternativos, caso das redes sociais e site oficial. Mais recentemente foi inaugurada a Ouvidoria da Unidade.

Portando, acreditando no diálogo, na democracia, na valorização dos profissionais do SUS, sobretudo nas boas práticas de gestão, após o apontamento das melhorias ao qual esta instituição passou em apenas 1 ano sob nova direção, reforçamos nosso pedido de manutenção desta equipe.

Atenciosamente,

 

PROFISSIONAIS DO CRI/CRA

 

 

 

 

Descaso em Tibau do Sul

Tibau do Sul: vereador Adecio Marinho denúncia precariedade do posto de saúde da comunidade do Piau

A falta de zelo com a saúde do município de Tibau do Sul, no litoral Sul potiguar, foi denunciada pelo vereador Adecio Marinho (PDT).

Segundo o parlamentar, a unidade hospitalar da comunidade do Piau está sendo reformada há 6 meses e a população não sabe se quer qual o valor total da obra, não existe placa indicativa com às informações sobre valores gastos da reforma, fundamentais para a população que mantém o serviço público, com o pagamento dos seus impostos.

Outro ponto importante relatado por Marinho é referente aos medicamentos e equipamentos que estão sem uso devido a demora na finalização da obra.

Maquinário com alto valor agregado como a cadeira odontológica, que custa em média R$ 15 mil reais encontra-se jogada ao lado de metralhas, enfrentando o desgaste do sol e da chuva. E o descaso não se resume ao equipamento dentário, medicamentos, seringas e os ar-condicionados também estão abandonados aguardando a finalização da obra, comprovando a falta de respeito com o contribuinte de Tibau do Sul. Confira imagens:

Rio Grande do Norte tem 3 casos confirmados de sarampo

O Rio Grande do Norte tem 3 casos confirmados de sarampo de 1º de janeiro a 24 de agosto de 2019. Outros 12 casos notificados seguem em investigação no estado, segundo a Secretaria Estadual de Saúde Púplica (Sesap).

Ainda segundo a Sesap, neste período foram notificados 22 casos suspeitos de sarampo no RN, dos quais 7 foram descartados após investigação.

Os 3 casos confirmados são de moradores de Natal, Macaíba e Tibau do Sul. Dois destes casos são de pacientes que possivelmente contraíram a doença em São Paulo.

De acordo com a Sesap, os casos suspeitos só são efetivamente confirmados ou descartados após serem analisados todos os critérios clínicos, laboratoriais e epidemiológicos.

No dia 21 de agosto, a partir de uma recomendação o Ministério da Saúde, o Rio Grande do Norte iniciou a vacinação contra o sarampo de todas as crianças entre 6 meses e 1 ano. Antes, o reforço era indicado somente para aquelas que fossem viajar para municípios com surto da doença no país. De acordo com o ministério, o grupo formado pelas crianças menores de 1 ano é o mais afetado pela doença.

A vacina contra o sarampo está disponível nos postos de saúde da rede pública.

Unidade móvel do Sesc oferece exames preventivos gratuitos em Natal

A unidade móvel Sesc Saúde Mulher oferece exames preventivos gratuitos até 31 de outubro no Alecrim, Zona Leste de Natal. A unidade está estacionada na Rua Presidente Bandeira, entre a Marechal de Assis e a Amaro Barreto.

Os agendamentos são feitos na própria unidade móvel e podem ser feitos de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 12h às 16h, para mulheres de 25 a 64 anos. As interessadas devem levar cópias do RG, CPF e cartão SUS e comprovante de residência.

Os atendimentos são limitados e contemplam a programação do projeto Sistema em Movimento da Fecomércio, Sesc e Senac.

Irmãs escavam com colher de pedreiro ao redor de casa em que moravam em Maceió durante anos

Duas senhoras, que são irmãs, escavaram ao redor da casa em que moravam usando uma colher de pedreiro. Vizinhos disseram que, durante aproximadamente oito anos, elas retiravam a terra em volta da residência, colocavam em baldes e jogavam o barro na rua. O caso ocorreu no bairro Benedito Bentes, na parte alta de Maceió. As irmãs foram retiradas da casa nesta terça-feira (9).

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) disse que as duas senhoras foram transferidas para a casa de parentes. As equipes de saúde que estão acompanhando o caso querem saber se houve negligência por parte da família, já que os relatos são de que as irmãs faziam a escavação há pelo menos oito anos.

“Vamos dizer negligência, mas a gente não sabe também. Às vezes se trata de pessoas que presenciam, mas têm medo de se aproximar, têm medo de alguma reação. A gente não sabe se essas senhoras já fizeram tratamento antes”, disse a coordenadora do Centro de Atenção Psicossocial Noraci Pedrosa (Caps), Rita de Cássia Pedrosa.

A situação das irmãs viralizou depois que o vereador por Maceió Siderlane Mendonça postou o caso em uma rede social.

“O que soubemos é que as duas irmãs têm transtornos e uma sobrinha faz uso de drogas. Se a gente detectar que isso acontece, também vamos encaminhar a sobrinha para tratamento”, contou a coordenadora do Caps.

A profissional da área de saúde mental do município fez um alerta para quem conhece casos semelhantes.

“Qualquer pessoa que detectar um problema como esse pode procurar o CAPS, pode procurar até a Secretaria Municipal de Saúde, que lá eles vão encaminhar para a gente do CAPS, pode procurar a Defensoria Pública e qualquer órgão que possa ajudar. Até a família pode fazer isso. E se a família não fizer, que um vizinho faça, mas que tome alguma providência e não deixe que aconteça algo pior”, disse Rita Pedrosa.

Vizinhos disseram que a escavação feita pelas irmãs estaria provocando rachaduras nas casas vizinhas.

“A minha casa rachou um pouco e a do vizinho ali está bem rachada. Reforçamos a parede bem reforçada com ferro e cimento”, disse um morador que não quis se identificar.

A Defesa Civil de Maceió foi acionada. A equipe de engenharia disse que há risco do muro da casa cair.

A Coordenadoria Municipal Especial de Proteção e Defesa Civil (Compdec) disse que após uma equipe fazer a vistoria no local, foi recomendado o reaterro da área para evitar danos aos imóveis vizinhos.

José Dias repercute dificuldade do hospital infantil Varela Santiago

O deputado estadual José Dias (PSDB) usou o horário de liderança na manhã desta quinta-feira (27), para repercutir a dificuldade do hospital infantil Varela Santiago em obter a renovação do convênio com o governo do Estado para atendimento de pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A situação foi mostrada após visita feita pela Comissão Parlamentar de Saúde da Assembleia Legislativa, que esteve no Hospital, na quarta-feira passada para conhecer a situação da unidade.

“A governadora Fátima Bezerra (PT) precisa atender diretor do hospital antes que seja muito tarde ou ela será responsável pela morte de crianças caso não renove o convênio com o hospital e pagar as parcelas devidas”, destacou. Em aparte, o deputado Gustavo Carvalho (PSDB) concordou com os apontamentos.

O hospital infantil Varela Santiago é referência em cirurgias, tratamento de câncer e outros procedimentos de saúde para crianças potiguares e realiza mais de 14 mil procedimentos ao mês em crianças de todos os municípios do RN. José Dias também usou o horário para tecer críticas ao governo Estadual e a incoerência, na visão dele, de ser contra as propostas do governo Federal e ao mesmo tempo pretender ter o apoio financeiro para superar a crise atual.

Vacinação contra a gripe atinge 90% de cobertura no Brasil

Foram imunizadas 53,5 milhões de pessoas do grupo prioritário e mais 5,6 milhões da população geral. Campanha começou em 10 de abril.

A vacinação contra gripe no Brasil atingiu 90% de cobertura, segundo o Ministério da Saúde. Foram imunizadas 53,5 milhões de pessoas do grupo prioritário e mais 5,6 milhões da população em geral. Mesmo com a meta nacional atingida, nem todos os integrantes do público-alvo e estados do país cumpriram com os 90% estabelecidos.

Grupos que não atingiram a meta de cobertura contra a gripe

Trabalhadores da saúde, puérperas, indígenas, idosos, professores e funcionários do sistema prisional também estavam incluídos no grupo prioritário para vacinação e atingiram a cobertura exigida pelo governo. A campanha exclusiva para essa população encerrou em 3 de junho.

Até o último dia 1º de junho, foram registrados 1,560 casos de influenza, com 281 mortes. Destes, 1.274 tiveram o subtipo identificado: 844 foram casos de H1N1, 211 de H3N2, 69 de influenza A e 150 de influenza B.

O número total de mortes é menor do que no ano passado. Neste mesmo período de 2018, a gripe havia matado 335 pessoas. No entanto, o número de casos de H1N1 aumentou. Em 2018, este vírus estava relacionado com 65% das mortes até a Semana Epidemiológica 21. Neste ano, o aumento foi de quase 10 pontos percentuais.

O estado brasileiro com a maior cobertura vacinal contra a gripe é o Amapá, com 100%. Em segundo lugar está Rondônia, com 97%, e Espírito Santo, com 96%. Com o menor índice está São Paulo, com 84%, seguido por Bahia, com 85%, e Rio Grande do Sul, com 86%.

A vacina não é capaz de causar a gripe em quem recebe. Ela permite que o paciente fique imune aos tipos de vírus mais comuns em circulação sem ficar doente.

A versão produzida para 2019 protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da Organização Mundial da Saúde (OMS): H1N1, H3N2 e linhagem B/Victoria/2/87.

Cegueira afeta 39 milhões de pessoas no mundo; conheça suas principais causas

Líder do governo Joice Hasselmann articula e Congresso aprova crédito extra de R$ 248,9 bi para governo pagar benefícios

O Congresso Nacional aprovou o PLN 4/19, autorizando o governo federal a realizar operações de crédito com verba extra de R$ 248,9 bilhões para pagar despesas como aposentadorias, BPC (Benefício de Prestação Continuada), pago a idosos e deficientes de baixa renda e Bolsa Família e para o Plano Safra. A proposta foi aprovada por unanimidade dos 450 deputados e 61 senadores presentes. Os parlamentares tiveram que correr contra o tempo, pois o prazo para aprovar o projeto venceria no sábado (15). A votação ocorreu após a análise de vetos presidenciais que trancavam a pauta do Congresso.
Na prática, os parlamentares deram permissão para que o Executivo descumpra a chamada “regra de ouro”, norma constitucional que proíbe o governo de se endividar para pagar despesas correntes (como salários, benefícios sociais e manutenção de órgãos públicos). Se o governo buscasse levantar os recursos sem a autorização prévia do Congresso, o presidente Jair Bolsonaro correria risco de ser enquadrado no crime de responsabilidade fiscal, o que abriria margem para um eventual pedido de impeachment.
Acordo com a oposição
Antes de chegar ao plenário da Câmara em uma sessão conjunta com o Senado, o projeto passou pela CMO (Comissão Mista de Orçamento) após um acordo entre deputados de oposição e o Planalto. Os parlamentares reivindicaram a liberação de recursos para o programa Minha Casa, Minha Vida, a liberação de verbas para as universidades e recursos para o programa Farmácia Popular. A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), e o relator do texto na CMO, deputado Hildo Rocha (MDB-MA), levaram a demanda ao Planalto e voltaram com o aval do Executivo. Segundo Hasselmann, será liberado R$ 1 bilhão para obras do Minha Casa, Minha Vida e R$ 550 milhões para a conclusão das obras de transposição do rio São Francisco. Em relação à área da educação, a princípio serão desbloqueados R$ 1 bilhão para universidades e R$ 330 milhões para bolsas de pesquisa ligadas ao Ministério de Ciência e Tecnologia. Em relação aos recursos para o programa Farmácia Popular, a líder do governo informou que será realizada uma reunião entre representantes da base e da oposição com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para discutir a questão. “Chegamos a um acordo para que de fato possamos retomar obras do Minha Casa, Minha Vida, e para que possamos cuidar do custeio da educação, garantindo que não faltará o básico às universidades”, disse Hasselmann.

Projeto “Inspire” mobiliza mulheres para o exercício da cidadania

Com o objetivo de inspirar outras mulheres a desenvolverem suas habilidades, reconhecer seus direitos e terem consciência da participação indispensável à construção da democracia e da cidadania, foi lançado na manhã desta segunda-feira (10), o Projeto Inspire – Mulheres inspirando Mulheres – no auditório da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

O evento trouxe convidadas para contarem suas histórias a fim de inspirar outras mulheres e promover o empoderamento feminino. Foram elas: a médica e vereadora de Natal, Carla Dickson (PROS), a educadora física e coordenadora do Instituto Ponte da Vida, Leila Maia, e a advogada e ex-vice-presidente da OAB/RN, Marisa Almeida. A vereadora Nina Souza (PDT) também participou do evento.

Presente no evento, a deputada Cristiane Dantas (SDD) destacou a importância da participação feminina na política, como ferramenta de transformação. “A política precisa de mulheres que acreditem no poder de transformação e de mudança”, disse a parlamentar.

“Uma conversa como essa é muito importante para quem tem a certeza que a mulher empoderada busca aquilo que ela sonha e, na maioria das vezes, consegue aquilo que busca”, disse Larissa Rosado, chefe de gabinete da presidência da Assembleia Legislativa e incentivadora do Projeto Inspire.

A primeira palestrante da manhã foi da advogada e ex-vice-presidente da OAB/RN, Marisa Almeida, que contou sua história e destacou o apoio dos pais em seu processo de conquista pessoal. “Acho que a primeira coisa que precisamos saber é onde queremos chegar e o que nos motiva. Então eu digo a todos que é preciso sonhar e realizar nossos sonhos”, disse Marisa Almeida.

A coordenadora do Instituto Ponte da Vida, Leila Maia, palestrante do evento, destacou a importância da fé na busca pelas realizações pessoais. “Não tem como contar a minha história sem falar da minha experiência com Deus. Depois de um assalto onde fiquei com a arma na cabeça, comecei a me perguntar qual o meu papel? O que eu vim fazer aqui? E depois de encontrar essas respostas, eu mudei a minha vida. Todas nós nascemos para fazer a diferença na vida do próximo”, contou.

Convidada a contar sua trajetória de vida, a médica e vereadora de Natal, Carla Dickson (PROS) fez questão de destacar a importância da gratidão nessa busca pelas realizações pessoais. “Quando você pensar que não tem nada para agradecer; abra a janela e lembre: você enxerga, você ouve, você sente cheiro, você está viva. Agradeça sempre!”, aconselhou Carla Dickson.

A delegada Sheila Freitas, durante a sua fala, destacou a importância da mulher ser empoderada e conhecer a sua força. “Lugar de mulher é onde ela quiser. Eu amo o lugar onde estou. E amo ser delgada de polícia”, disse a delegada.

O evento foi organizado pela Revista “Elas por Ela”, publicação potiguar voltada para o público feminino com foco na valorização da mulher, com coordenação da fotógrafa e diretora executiva da revista, Kalina Veloso. Durante o evento, as mulheres presentes participaram do sorteio de brindes.