Edital permite prorrogação por 6 meses de adesão ao Mais Médicos

Programa é gerenciado pelo Ministério da Saúde

Programa é gerenciado pelo Ministério da Saúde
José Cruz/Agência Brasil

O Ministério da Saúde decidiu permitir a prorrogação excepcional, por mais seis meses, da participação de profissionais no Projeto Mais Médicos para o Brasil, que tem encerramento das atividades previstas para abril e maio de 2020. O edital com o chamamento público está publicado em edição extra do Diário Oficial da União que circula nesta quarta-feira (25).

Segundo o edital, as ações de aperfeiçoamento dos médicos que terão a prorrogação da adesão ao projeto serão realizadas com carga horária semanal de 40 horas que envolverão atividades práticas e acadêmicas do eixo aperfeiçoamento e extensão (2º ciclo formativo), com componente assistencial na modalidade integração ensino serviço nos estabelecimentos de saúde que ofertem ações e serviços de Atenção Primária à Saúde, no qual o médico foi alocado.

Poderão participar da prorrogação os médicos formados no Brasil ou no exterior, com diploma revalidado, selecionados através da chamada pública do 13º ciclo, que não foram contemplados no Edital 3, de 13 de dezembro de 2019 e que se encontram ativos no Programa Mais Médicos.

Segundo o edital, a relação preliminar dos médicos aptos a prorrogação excepcional será disponibilizada no endereço eletrônico. Para ter a participação prorrogada, o médico não pode possuir vínculo, de qualquer natureza, que seja incompatível com o cumprimento das atividades do projeto, e deverá estar em situação regular nas ações de aperfeiçoamento referentes aos três primeiros anos de atuação no programa.

O médico que não tiver interesse na prorrogação de sua adesão no projeto deverá se manifestar formalmente.

Deixe um comentário