Ministro critica Lula e sugere ‘prisão perpétua’ a presidente desonesto

General Heleno disparou contra fala do ex-presidente

General Heleno disparou contra fala do ex-presidente
Antonio Cruz/Agência Brasil – 30.04.2019

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, repercutiu nesta sexta-feira (14) a fala do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que questionou o ataque à faca que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) sofreu durante a campanha eleitoral de 2018.

Heleno classificou Lula como desonesto e sugeriu “prisão perpétua” ao petista, uma vez que ele “debochou da sociedade”. 

— Um presidente da República desonesto tinha que tomar uma prisão perpétua. Isto é um deboche com a sociedade. Presidente da República desonesto destrói o conceito do país. Isso é o cúmulo e ele ainda aventar a hipótese da facada ser uma mentira. Será que o câncer dele foi mentira? E o câncer da dona Dilma foi mentira? Alguém disse para ele isso daí? Alguém teve peito de dizer isso para ele? Isso é uma canalhice típica desse sujeito. Não mereceu jamais ser presidente da República, que é uma instituição quase sagrada. Eu tenho vergonha de um sujeito desse ter sido presidente da República.

Ontem, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em entrevista à rede TVT, afirmou que “aquela facada pra mim tem uma coisa muito estranha”. Lula se referia ao ataque que Bolsonaro sofreu durante a campanha eleitoral de 2018. 

“Uma facada que não aparece sangue em nenhum momento, uma facada que o cara que dá a facada é protegido por segurança do Bolsonaro, a faca que não aparece em nenhum momento”, disse o ex-presidente. 

Assista ao vídeo abaixo com a declaração de Heleno:

 

Deixe um comentário