América-MG faz treino secreto e pode ganhar reforço no clássico

Lance

Lance
Lance

O América-MG pode ganhar um reforço importante para o clássico contra o Atlético-MG, domingo, 14 de outubro, às 19h, no Independência. O lateral-esquerdo Giovanni, que está fora dos gramados há um mês, pode retornar a campo neste domingo à equipe após uma lesão muscular na coxa direita.

Giovanni treinou esta semana, continua em transição física para trabalhos com bola, mas diz estar pronto para ajudar a equipe americana no duelo com o Galo, que pode valer a vida do Coelho no Brasileiro.

– É sempre bom voltar em grandes jogos, mas ainda não sabemos se jogarei já no clássico. É a primeira semana em que estou com o grupo, mas, caso o professor e a comissão optem pelo meu retorno, estou me preparando. O clássico será um jogo bom, importante, que pode mudar a nossa história na competição, disse.

Treino secreto

O feriado foi de muito trabalho no CT Lanna Drumond. Nesta manhã de sexta-feira, o América-MG realizou mais um treinamento visando ao clássico deste domingo, diante do Atlético-MG, pelo Brasileirão.
O Coelho está em 13º lugar, com 32 pontos, enquanto o rival deste domingo ocupa a sexta colocação, com 45.

O treino foi fechado à imprensa, que só acompanhou os minutos finais, quando os atletas estavam fazendo treinos de finalizações. Antes disso, o técnico Adilson Batista comandou atividades táticas e testou as possibilidades do Coelho para o clássico.

O zagueiro Lima e os laterais Norberto e Giovanni seguem em transição física.

Dia das Crianças

No fim da atividade, o campo foi invadido por quase 50 crianças, que estão no CT Lanna Drumond para celebrar o Dia das Crianças. Os pequenos são filhos de atletas e colaboradores do Coelho, além de sócios do Onda Verde e filhos de clientes da Caixa.

Em amistoso sonolento, o Brasil vence a fraca Arábia por 2 a 0

Gabriel Jesus, que não marcou na Copa, marcou o seu na sonolenta vitória

Gabriel Jesus, que não marcou na Copa, marcou o seu na sonolenta vitória
Mowa Press

São Paulo, Brasil

No jogo imposto pela Pitch, a única importância do jogo contra a fraquíssima Arábia Saudita, em Riade, foi a postura de Neymar.

Na vitória magra por 2 a 0, Tite cedeu à mais um capricho do capitão, camisa 10, dono de todos pênaltis e faltas.

Ele atuou exatamente aprendeu a gostar no PSG. Atuando como meia, abandonando a ponta esquerda. Seguindo as determinações do seu treinador Thomas Tuchel, na França. 

O primeiro gol brasileiro foi de Gabriel Jesus, depois de excelente passe de Neymar. O treinador alemão mostrou que tinha razão. Vindo de trás, com a bola dominada, de frente para a defesa, o atleta do PSG é mais útil à Seleção.

O segundo foi de Alex Sandro, empurrando seu marcador, e cabeceando para as redes, no último lance do jogo.

O Brasil com várias alterações e cansado com a viagem até a Arábia fez uma partida monótona, sonolenta.

A partida aconteceu em Rihad por conta do ex-presidente Ricardo Teixeira, que vendeu os amistosos da Seleção, em 2012, para a ISE. A empresa árabe repassou os direitos para a inglesa Pitch. E exigiu que, depois da Copa de 2018, o Brasil atuasse duas vezes na Arábia Saudita. Daí o confronto de hoje e o de terça-feira, diante da Argentina, também na Arábia.

Tite havia feito o desafio público.

O treinador brasileiro precisava criar um fato novo neste amistoso que ele sabia muito bem, não acrescentava nada à Seleção. Foi quando ele criou a fase de efeito que virou manchete dos afoitos. Antes de vencer, ele queria convencer.

Foi o que a Seleção Brasileira não conseguiu fazer. 

Com seus jogadores desentrosados, cansados e visivelmente se poupando para o jogo contra a Argentina, a Seleção se limitou a fazer o básico para vencer um adversário fraquíssimo. Em qualquer esporte desse planeta, quando o ranking aponta o confronto entre o terceiro colocado e o 71º pode se esperar desequilíbrio. E obrigação de vitória do terceiro melhor do mundo.

Tite havia prometido fazer testes até o final deste ano. Foi com esta escalação que a Seleção começou diante dos árabes: Ederson; Fabinho, Marquinhos, Pablo e Alex Sandro; Casemiro; Fred, Renato Augusto, Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus

 

‘Fator motivacional é apenas uma das ferramentas do Lisca’, aponta executivo de futebol do Ceará

Lance

Lance
Lance

Depois de um fraco início de Campeonato Brasileiro, o Ceará, que conseguiu, em 2018, acesso à Série A após sete anos, é um outro time após a pausa para o Mundial. Até a 9ª rodada, sem conseguir nenhuma vitória, a equipe amargava a lanterna do campeonato com três pontos obtidos em 27 disputados. O aproveitamento era de 11,11% apenas.

Com o desligamento de Marcelo Chamusca, técnico do acesso na temporada passada, e da passagem relâmpago de Jorginho, que pediu transferência para o Vasco após três derrotas consecutivas no Vovô, a diretoria do Alvinegro cearense escolheu o nome de Lisca para tentar salvar o Ceará mais uma vez.

Isso porque, em 2015, o “doido” foi protagonista da campanha que evitou o rebaixamento do time à Série C. À época, as chances para o descenso ultrapassavam os 90%. Em uma arrancada histórica, o Ceará conseguiu se livrar da queda inédita para a 3ª divisão, na última rodada, vencendo o Macaé por 1 a 0.

Desde a 10ª rodada à frente da equipe, Lisca tem, no momento, 50% de aproveitamento – foram 27 pontos conquistados nos 18 jogos disputados até aqui. De lá para cá, cinco derrotas, seis empates e sete vitórias, duas destas contra os grandes Corinthians, no Castelão, e Flamengo, com os mais de 60 mil torcedores no Maracanã. O Vovô é o time que abre a zona de rebaixamento da Série A, na 17ª colocação, mas com um jogo a menos.

Para Marcelo Segurado, executivo de futebol do Ceará e um dos responsáveis pela chegada de Lisca ao clube, o trabalho do treinador vai muito além do aspecto incentivador no extra-campo. “O Lisca tem uma identificação absurda com o Ceará. Ele é obcecado por vencer. E isso contagia todos os departamentos do clube”, avaliou.

“Ele é ligado em tudo! O fator motivacional é apenas uma das ferramentas do Lisca para fazer o time render em campo. É um estrategista nato. Não só tem variedade de padrões táticos de jogos, como também prepara minunciosamente cada treino pensando nas características do próximo adversário”, revelou Segurado.

O próximo desafio que o time de Lisca tem pela frente no Brasileirão é contra o Botafogo. A partida contra os cariocas acontece na segunda-feira, às 20h (Horário de Brasília), na Arena Castelão. A diretoria liberou carga promocional de ingressos para o confronto. A estimativa de público é de mais de 30 mil torcedores.

Palmeiras fará ação para auxiliar procura por crianças desaparecidas

Lance

Lance
Lance

Em parceira com a ONG Mães da Sé, o Palmeiras fará uma ação neste domingo para ajudar na busca de crianças desaparecidas. Em vez de entrarem no campo com crianças, os jogadores vão estar acompanhados de 11 mães que estão à procura de seus filhos.

Elas terão nas mãos cartazes com informações de seus filhos e filhas. O clube e a ONG aproveitaram que nesta sexta-feira, 12 de outubro, comemora-se o Dia das Crianças, para alertar sobre o problema. A estimativa é de que, no ano, 40 mil crianças e adolescentes são desaparecidas.

A campanha seguirá também nas redes sociais do Verdão, com postagens sobre o assunto no Instagram com as hashtags #MascotesAusentes e #FamíliaPalmeiras.

Quem tiver informações ou suspeita do paradeiro de crianças pode entrar em contato no site da ONG Mães da Sé, ou pelo telefone (11) 3337-3331, ou diretamente na 4ª Delegacia de Investigação sobre Pessoas Desaparecidas, da Polícia Civil.

Call of Duty: Black Ops 4 chega nesta sexta (12) para PS4, Xbox One e PC

É Dia das Crianças, estamos em meio à Brasil Game Show 2018, e, como se não fosse o bastante, Call of Duty: Black Ops 4 chegou para PlayStation 4, Xbox One e PC nesta sexta-feira (12).

A maior novidade do famoso game de tiro da Activision é um modo Battle Royale, presente pela primeira vez na franquia. Vale lembrar que o game está disponível para que o público jogue na BGS 2018, evento que vai até o domingo (14).

IGN

IGN
IGN

Leia mais: BGS 2018: ‘Call of Duty: Black Ops 4 é melhor em grupo’, diz Treyarch

Durante a feira, o IGN Brasil teve a oportunidade de conversar com Jay Puryear, diretor de desenvolvimento de marca da Treyarch, e ele garantiu que “Call of Duty: Black Ops 4 é melhor em grupo”.

Para mais sobre Call of Duty: Black Ops 4, confira uma hora de gameplay do modo Blackout, battle royale do jogo, e também assista ao trailer de lançamento do jogo, no qual foram apresentadas novas imagens dos modos zumbi e Blackout.

Acompanhe a BGS em tempo real no IGN Brasil. Fique de olho no Facebook, Twitter, Youtube, Instagram e visite nossa página especial da Brasil Game Show 2018.

Na luta contra o rebaixamento, Bahia e Paraná jogam em Pituaçu

Lance

Lance
Lance

O estádio de Pituaçu será palco de um confronto extremamente decisivo na luta contra o rebaixamento. O Bahia, perto do Z4, recebe o Paraná, lanterna e praticamente fadado a Série B na próxima temporada.

Após 28 rodadas, o Esquadrão de Aço ocupa a 14ª colocação, com 31 pontos, um a mais que o Ceará, primeiro time da zona de rebaixamento. Ou seja, em caso de insucesso diante dos paranaenses, o Bahia tem grandes chances de ficar entre os quatro últimos.

Ainda sem saber se o atacante Gilberto terá condições de jogo, o treinador deve apostar em Edigar Júnio, que tem faro de gol apurado, característica que precisa ser utilizada no jogo dentro de casa. Enquanto a dúvida no ataque permanece, o comandante sabe que não poderá contar com Nino e Jackson, suspensos.

Se o Bahia entra em campo com a sensação de obrigação da vitória, o Paraná também não fica por baixo. Na lanterna do Brasileirão, com apenas 17 pontos, 14 a menos que o primeiro fora do Z4, o time comandado por Claudinei Oliveira precisa de um verdadeiro milagre para evitar o rebaixamento.

Diante da importância do confronto, o treinador não quis revelar a escalação antes do jogo. A novidade deve ser a volta de Igor na esquerda. Por outro lado, o zagueiro Cléber Reis segue como desfalque. No ataque, o paraguaio Ortigoza ganha mais uma oportunidade.

Bahia e Paraná se enfrentam a partir das 21h (horário de Brasília), no estádio Pituaçu, em Salvador.

Prováveis Escalações:

Bahia: Douglas; Bruno, Lucas Fonseca, Douglas e Léo; Nilton, Gregore, Ramires, Zé Rafael e Élber; Edigar Junio (Gilberto). Técnico: Enderson Moreira.

Paraná: Richard; Júnior, René Santos, Jesiel e Igor; Alex Santana Leandro Vilela (Jhony), Deivid (Nadson), Silvinho e Juninho; Ortigoza. Técnico: Claudinei Oliveira.

Veja truque para escutar áudios no WhatsApp sem o contato saber

O
WhatsApp é uma rede social de chat bastante utilizada, possui funções
que algumas pessoas talvez não conheçam. Às vezes nem sempre é
possível responder um áudio recebido, mas a curiosidade em saber o que a pessoa
enviou é maior. Aprenda a escutar áudio em outra conversa sem avisar o contato

*Estagiária do R7, com supervisão de Pablo Marques

Primeiro
passo, é adicionar o próprio número na agenda do aparelho, para que o seu número apareça na lista de contatos do WhatsApp

Leia também: WhatsApp: bloqueie mensagens de alguns participantes em um grupo

Abra
o WhatsApp, entre na lista de contatos e procure o próprio número. Depois,
envie uma mensagem para o número, para que a conversa fique no topo no
aplicativo

Leia também: Chega de grupos do WhatsApp! Aprenda como sair e silenciar

Agora abra a conversa que recebeu o áudio e ainda não escutou, toque na seta que
aparece do lado direito da mensagem de voz para compartilhar

Leia também: Envie históricos do WhatsApp para o e-mail e libere a memória do celular

Ao
compartilhar a mensagem, encaminhe para o seu número. Logo
depois, escute o áudio e o contato não será notificado 

Leia também: Crie link de grupo no WhatsApp e convide todos os amigos de uma vez

O
contato só irá ver que a pessoa visualizou a mensagem, mas não escutou o áudio.
Quando o microfone da mensagem de voz estiver azul, significa que a pessoa
escutou, se estiver verde, a pessoa não abriu o áudio

 

Leia também: Aprenda a criar lista de locais no Google Maps e enviar para amigos

Turquia teria gravações que comprovam morte de saudita

Khashoggi desapareceu no último dia 2 de outubro

Khashoggi desapareceu no último dia 2 de outubro
Murad Sezer/Reuters – 8.10.2018

O governo da Turquia teria dito a autoridades dos Estados Unidos que está em posse de gravações de áudio e vídeo que comprovam que o jornalista Jamal Khashoggi foi assassinado dentro do consulado da Arábia Saudita em Istambul.

A informação é do jornal norte-americano “The Washington Post”, que diz que um dos registros mostra como o repórter foi “interrogado, torturado e morto”. O material, segundo o diário, não foi divulgado publicamente porque Ancara teme que isso revele suas práticas de espionagem contra autoridades estrangeiras.

Khashoggi, crítico do regime saudita, desapareceu no último dia 2 de outubro, após ter ido ao consulado para retirar um certificado de divórcio que permitiria que ele se casasse novamente. A polícia turca suspeita que agentes da Arábia Saudita tenham assassinado o jornalista e sumido com seu corpo.

Uma fonte disse ao jornal “The New York Times” que Khashoggi foi esquartejado e que seus restos mortais foram levados para outro lugar em uma minivan preta. No dia do desaparecimento, os funcionários turcos do consulado foram dispensados do serviço.

Uma delegação de investigadores de Riad está na Turquia para acompanhar o inquérito.

Thiago Larghi nega que diretoria esteja ‘escalando’ o Atlético-MG

Lance

Lance
Lance

O ambiente no Atlético-MG esta semana está um pouco mais carregado. Após um grupo de torcedores ir à Cidade do Galo protestar contra o time, foi a vez do técnico Thiago Larghi ser o alvo de cobranças e especulações sobre o seu trabalho à frente do time alvinegro.

Larghi foi questionado sobre uma possível interferência na escalação da equipe por membros da diretoria do clube. Ele rechaçou qualquer essa informação, dada repórter Roberto Abras, da Rádio 91,7 FM. O veterano da imprensa mineira disse que “pessoas de dentro do Atlético-MG” estão interferindo na escalação do Galo.

– Estão buzinando muito na cabeça do Thiago Larghi. Tem gente dentro do Atlético escalando jogador. Eu sei disso e não adianta ligar para cá reclamando. Não sei se é o Alexandre (Gallo), mas tem gente cornetando o trabalho do Thiago, que está um pouco perdido, disse o Roberto Abras.

Larghi foi enfático e rebateu a suposta situação alegada pelo profissional da Rádio Super.

РA escala̤̣o ̩ definida por mim e pela comisṣo t̩cnica. Diretoria ̩ diretoria e comisṣo t̩cnica ̩ comisṣo t̩cnica, disse Larghi.

Escalação do time

Com as ausências e Emerson e Chará, disputando amistosos na Data FIFA, Larghi deve levar à campo uma escalação com mudanças previstas e apenas uma surpresa. A volta do volante Adllson. O Galo deve encarar o Coelho com Victor; Patric, Leonardo Silva, Maidana, Fábio Santos, Adilson, Elias, Luan, Cazares, Tomás Andrade (Leandrinho) e Ricardo Oliveira.