Adilson diz que não faltou luta do Galo pela vitória contra Chape

Lance

Lance
Lance

O Atlético-MG ainda sofre os efeitos negativos da derrota para a Chapecoense, ocorrida no último sábado. Após folga de dois dias, a equipe voltou aos trabalhos na Cidade do Galo e iniciou a preparação para o clássico contra o América-MG, domingo, 14 de outubro, no Independência, às 19h.

Mesmo com o revés e o distanciamento ficando cada vez maior do G4 e das chances de ir diretamente para fase de grupos da Libertadores, os jogadores insistem no discurso de superioridade do time diante da Chape.

– A nossa análise de dentro, é uma análise, diferente do que vem de fora sobre o entendimento dos jogos. Não houve relaxamento da equipe contra a Chapecoense. Queríamos muito vencer a Chape e teve sim mobilização para sairmos com os três pontos. Fomos superiores o tempo todo. Teríamos de ter transformado nossa força ofensiva em gols. O gol deles foi num lance de azar, mais do que uma falha nossa. Houve mobilização nossa pela vitória, disse o volante Adilson.

Para o jogo com o América-MG, o Galo tem uma única opção: a vitória. Qualquer outro resultado, colocará a equipe em risco de perder até mesmo o sexto lugar na classificação.

– Entendemos as cobranças. Não adianta nada ser superior em campo e não vencer. O que traz os objetivos traçados são as vitórias, então vamos nos reunir e trabalhar para recuperar os pontos perdidos.

Espaço na equipe

Pouco antes de renovar o contrato, Adilson perdeu a condição de titular na equipe e, agora terá de recuperar seu espaço em campo com Thiago Larghi.

– Faz parte ficar no banco. São escolhas do técnico. Táticas, técnicas. Não posso chegar no Thiago e cobrar porque não joguei. Ele sempre explica o que quer quando jogo e também fala quando não vou começar a partida. Em algum momento, Zé welison e eu podemos jogar juntos, como aconteceu contra o Corinthians. Isso mostra que temos um time forte. É um ponto positivo do elenco, disse.

Arbitragem

O clássico entre Atlético e América, pela 29ª rodada do Brasileirão, terá arbitragem de Flavio Rodrigues de Souza (AB-SP), auxiliado por Alex Ang Ribeiro (AB-SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (FIFA-SP).

A partida será realizada às 19h deste domingo, na Arena Independência, em Belo Horizonte.

Demais integrantes da equipe de arbitragem:

Quarto Árbitro: Alberto Poletto Masseira (AB-SP)
Assistentes Adicionais: Lucas Canetto Bellote (INT-SP) e (Rafael Gomes Felix da Silva (CD-SP)

Autuori deixa o Ludogorets após demissão de diretor executivo

Lance

Lance
Lance

Paulo Autuori não é mais treinador do Ludogorets. O brasileiro deixou o atual heptacampeão búlgaro após a demissão do diretor esportivo Metodi Tomanov nesta terça-feira. O comandnate não se sentiu à vontade com a situação, pelo dirigente ter sido justamente a pessoa que o contratou.

– Não seria ético da minha parte continuar depois que afastaram a pessoa que me trouxe. Mas foi tudo muito natural, tanto que ainda comandarei os treinos até o jogo do dia 20. Só tenho a agradecer ao período em que aqui fiquei, do mais alto nível, e a enaltecer a excelente infraestrutura e organização do clube – declarou Autuori.

Autuori esteve à frente da equipe por 23 partidas, com 15 vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Foi campeão da Supercopa da Bulgária e ainda classificou o time para a fase de grupos da Liga Europa. No Campeonato Búlgaro, é vice-líder. Mas, antes de deixar o clube, ainda poderá alçar o Ludogorets à liderança.

Isso porque o treinador continuará dando treinos até o dia 20, quando a equipe enfrentará justamente o líder do campeonato, o Levski Sofia, jogo que marcará a sua despedida. Só aí ele retornará ao Brasil. O adversário tem 28 pontos, enquanto o Ludogorets aparece com 26.

Os dois profissionais brasileiros que chegaram com Autuori – o auxiliar Bruno Pivetti e o analista de desempenho Rafael Ferreira – foram convidados a permanecer para dar continuidade ao trabalho.

AUTUORI NA MIRA DO ATLÉTICO NACIONAL

Na última segunda-feira, o nome de Paulo Autuori foi ventilado no Atlético Nacional, segundo a imprensa colombiana. O clube busca um treinador para a sequência da temporada.

Pesa a favor de Autuori os títulos da Libertadores em 1997 e 2005, e a experiência em grandes clubes pelo Brasil e em seleções.

EUA estendem vacina que protege contra 9 tipos de HPV até os 54 anos

A vacina contra o HPV oferecida na rede pública protege contra 4 tipos de vírus

A vacina contra o HPV oferecida na rede pública protege contra 4 tipos de vírus
Reprodução/Record TV

A agência norte-americana FDA (Food and Drug Administration), que regula produtos alimentícios e farmacêuticos nos Estados Unidos, aprovou o uso da vacina Gardasil 9 contra o HPV para mulheres e homens entre 27 e 45 anos.

Leia também: Ministério: 20 milhões de jovens devem se vacinar contra o HPV

Esse tipo de vacina contra o HPV ainda não existe no Brasil. Embora tenha sido aprovada pela Anvisa em dezembro do ano passado, não há previsão para sua chegada ao país, segundo a MSD, fabricante da vacina.

No entanto, no Brasil, existem duas vacinas contra o HPV: a HPV2, para meninas e mulheres a partir de 9 anos, e a HPV4, para meninas e mulheres de 9 a 45 anos e para meninos e homens de 9 a 26 anos.

Saiba mais: Adultos devem se vacinar contra o HPV?

A HPV4 é oferecida no SUS para adolescentes, mas pode ser tomada por mulheres com até 45 anos na rede privada.

A vacina HPV4 previne contra 4 tipos de HPV, o que representa proteção contra 70% dos cânceres do colo útero, 90% do câncer anal, 63% de câncer de pênis, 70% dos cânceres de vagina, 72% dos cânceres de orofaringe e 90% das verrugas genitais, segundo o Ministério da Saúde. 

O público-alvo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e utilizado no Brasil para esta vacina são meninas entre 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos.

A vacina contra o HPV faz parte do calendário nacional de vacinação e, portanto, está disponível durante o ano inteiro nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

O Ministério preconiza duas doses dessa vacina, sendo que a segunda deve ser realizada seis meses após a primeira aplicação.

O HPV (papilomavírus humano) é o nome dado a um grupo que abrange mais de 100 tipos de vírus. Pode causar verrugas nas regiões genitais, precursoras de tumores malignos, principalmente câncer de colo de útero e de pênis.

Leia também: 4 mitos sobre o HPV, vírus de transmissão sexual que afeta maioria das pessoas

Gardasil 9 protege contra 9 tipos de HPV

A Gardasil 9 previne alguns tipos de câncer e outras doenças causadas por nove tipos de HPV. A vacinação contra o HPV antes da infecção da doença tem o potencial de prevenir mais de 90% dos casos de câncer, de acordo com Peter Marks, diretor do Centro de Avaliação e Pesquisa Biológica da FDA.

“Essa aprovação representa uma importante oportunidade para ajudar a prevenir doenças e cânceres relacionados ao HPV em uma faixa etária mais ampla”, afirmou, por meio de nota.

Leia também: Conheça o teste que detecta ação do HPV no corpo

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, 14 milhões de pessoas são infectadas pelo HPV por ano naquele país. Cerca de 12 mil mulheres são diagnosticadas, sendo que 4 mil morrem de câncer de colo de útero causado pelo vírus HPV.

“Estudos recentes revelam que o risco de contágio pelo HPV permanece ao longo de toda a vida. As chances de contaminação podem chegar a 80% em mulheres com até 50 anos. Apesar de a prevalência da infecção ocorrer em mulheres mais jovens e diminuir com a meia-idade, um segundo pico de contaminação pode ocorrer entre 50 e 60 anos, possivelmente associado à reativação do vírus adquirido no passado”, afirmou a MSD, por meio de nota.

Entenda a importância de tomar as duas doses da vacina contra o HPV:

 

Scarpa faz treino físico com o elenco do Palmeiras em reapresentação

Lance

Lance
Lance

O elenco do Palmeiras se reapresentou na tarde desta terça-feira na Academia de Futebol depois de dois dias de folga. A imprensa assistiu aos primeiros 30 minutos da atividade física, em que Weverton, Marcos Rocha (lesão na panturrilha direita), Diogo Barbosa (transição física) e Artur (cirurgia no braço), ficaram na parte interna. Gustavo Scarpa esteve com o grupo.

O meia está recuperado de uma lesão no calcanhar do pé direito, ocasionada por um trauma na vitória sobre o Vasco por 1 a 0, dia 12 de agosto. Ele fez tratamento no departamento médico por seis semanas, e agora está em transição, sob cuidados da preparação física.

Caso o cronograma de Scarpa ocorra conforme o esperado, o jogador pode voltar a ser relacionado na próxima semana.

Esta é a primeira vez que Luiz Felipe Scolari conseguirá mais do que quatro dias de intervalo para trabalhar entre jogos. Depois de vencer o São Paulo, no sábado, o Verdão volta a campo apenas no domingo, quando recebe o Grêmio, às 16h, no Pacaembu.

Victor Luis e Felipe Melo, suspensos, são desfalques certos, assim como Gustavo Gómez e Borja, que estão com suas respectivas seleções. Com 56 pontos em 28 rodadas, o Palmeiras lidera o Brasileiro com três de folga para o Internacional, vice-líder.

MPF assina acordo com cervejarias para especificação de ingredientes em rótulos

SÃO PAULO (Reuters) – O Ministério Público Federal de Goiás firmou um acordo com cervejarias para identificarem nos rótulos os ingredientes que compõem produtos distribuídos e comercializados no Brasil.

O termo foi assinado por Ambev, Petrópolis, Kaiser e Brasil Kirin, adquirida em fevereiro do ano passado pela holandesa Heineken, e extingue uma ação civil pública anteriormente aberta pelo Ministério Público Federal de Goiás.

Em março, a Justiça Federal de Goiás acatou parcialmente a ACP movida pelo MPF-GO, exigindo que as cervejarias indicassem nos rótulos os cereais e as matérias-primas usadas em produtos vendidos por elas no país.

A sentença emitida na época obrigava a União a ajustar os procedimentos de fiscalização para a nova exigência de rotulagem e estipulava prazo de até 120 dias para cumprimento da decisão.

Em 25 de julho, contudo, os efeitos da sentença foram suspensos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região até o julgamento de recurso de apelação das cervejarias.

“A mera aposição da informação ‘cereais não malteados’ ou ‘adjuntos cervejeiros’ nos rótulos das cervejas é insuficiente para que os fabricantes se desincumbam do ônus de prestar informações claras e precisas sobre os produtos que colocam no mercado de consumo”, afirmou a procuradora Mariane Guimarães, autora da ACP e do termo de acordo assinado na sexta-feira e divulgado pelo MPF nesta terça-feira.

No acordo, a União se obriga a editar em 30 dias, por meio do Ministério da Agricultura, instrução normativa que preveja a inclusão da identificação dos adjuntos cervejeiros nos rótulos de todas as cervejas produzidas ou comercializadas no Brasil, afirmou o MPF.

O objetivo é que as empresas substituam a genérica expressão “cereais não malteados/maltados pela devida especificação dos nomes dos cereais e matérias-primas efetivamente utilizados como adjunto cervejeiro”. A instrução normativa vai dar prazo de um ano para adaptação de todas as empresas do setor, afirmou o MPF.

None

(Por Gabriela Mello)

Didier Deschamps fala sobre Pogba e Mourinho: ‘Estão exagerando’

Lance

Lance
Lance

A França entra em campo nesta quinta-feira em amistoso contra a Islândia, no Stade du Roudourou, em Guingamp, às 16h. Didier Deschamps, treinador da seleção campeã do mundo, falou em entrevista coletiva nesta terça, e comentou sobre a situação de um de seus jogadores.

Deschamps deu declarações sobre a situação de Paul Pogba, titular absoluto e um de seus principais jogadores com a camisa dos Les Bleus, com o treinador do Manchester United, José Mourinho.

– O que foi escrito e divulgado é exagerado. Talvez alguém não tenha visto bem o último jogo, onde eu gostei de ver uma atuação fantástica de Pogba e acho que Mourinho pensa como eu. Obviamente, algo aconteceu, mas neste caso, acho que a situação foi ampliada. Paul fez todo o possível, mesmo em um nível mental, para ajudar seu clube – disse.

Curiosamente, o nome de Deschamps é frequentemente colocado nesta pauta por conta das atuações de Pogba com a camisa da seleção francesa. Para a imprensa inglesa, Mourinho dificulta o estilo de jogo do meia por conta do esquema tático, diferente do treinador francês, que deixa o camisa 6 com liberdade para marcar e armar o jogo.

Cavani se sente isolado e pouco recebe passes de Neymar e Mbappé

Lance

Lance
Lance

O PSG segue tranquilo na liderança do Campeonato Francês. São nove vitórias e 100% de aproveitamento, com boa vantagem para o segundo colocado. Neymar e Mbappé estão cada vez mais entrosados em campo, mas a união da dupla parece deixar Cavani um pouco de lado. É o que noticia o jornal “L’Équipe”.

Segundo a publicação, o uruguaio estaria cada vez mais isolado no PSG. Nas últimas partidas, os números comprovam a ideia do “L’Équipe”. Contra o Estrela Vermelha, pela Liga dos Campeões, na goleada por 6 a 1, Neymar não rolou a bola nenhuma vez para Cavani, enquanto Mbappé tocou duas vezes. Por outro lado, o francês passou para o brasileiro em 19 oportunidades, enquanto o camisa 10 acionou a joia gaulesa em 11 ocasiões.

No último domingo, a panorama seguiu semelhante diante do Lyon, no 5 a 0 no Parque dos Príncipes. Cavani ficou apenas 40 minutos em campo e foi substituído por Kehrer, para recompor o time após a expulsão de Kimpembe. Neste período, o uruguaio não recebeu a bola nem de Mbappé e nem de Neymar.

Na última temporada, a imprensa francesa já apontava o distanciamento de Cavani, principalmente após as polêmicas com Neymar. Agora, de acordo com o “L’Équipe”, a situação está ainda pior por conta das saídas de Berchiche (Athletic Bilbao), Lo Celso (Betis) e Pastore (Roma).

Na Copa do Brasil, enfim a decisão entre o Cruzeiro e o Corinthians

Marcelinho e a taça do Brasileiro de 1998

Marcelinho e a taça do Brasileiro de 1998
Site Corinthians

Principia nesta quarta-feira, dia 10 de Outubro de 2018, a decisão da 30ª edição da Copa do Brasil de Futebol. Com 91 agremiações de 26 Estados e mais o Distrito Federal, a competição se iniciou em 30 de Janeiro e passou por duas etapas qualificatórias e ainda outras cinco de mata-matas, até desembocar no desafio fatal entre o Cruzeiro de Belo Horizonte e o Corinthians. Por sorteio, a peleja de ida vai acontecer no Mineirão de BH. A de volta, 17 de Outubro, na Arena ainda-sem-nome do “Timão”, em Itaquera.

Cruzeiro, o campeão da Copa de 2017

Cruzeiro, o campeão da Copa de 2017
CBF

Atual detentora da taça a “Raposa” acumula cinco títulos. O “Mosqueteiro” soma três, o último levantado em 2009. O primeiro confronto entre ambos remonta ao dia 1º de Novembro de 1940, um amistoso de feriado, sexta-feira de Todos os Santos, no estádio do Pacaembu, quando o Corinthians dilapidou o Cruzeiro por 6 X 3. Desde então, até o prélio mais recente, Corinthians 2 X 0 na sua Arena, em 25 de Junho, pelo Brasileiro atual, ocorreram, entre ambos, 85 pelejas. O “Timão” leva vantagem, 38 sucessos e 115 gols contra 26 e 96.

Pedrinho, o responsável pela eliminação do Flamengo

Pedrinho, o responsável pela eliminação do Flamengo
Site Corinthians

No seu global, esta Copa do Brasil já exibiu 118 porfias e já acumulou 249 tentos, uma média bem pobre de 2,11. Pelo seu ranking da CBF, a “Raposa” e o “Mosqueteiro” apenas iniciaram as suas disputas nas oitavas-de-final. O Cruzeiro descartou, pela ordem, o Atlético Paranaense, o Santos e o Palmeiras. O Corinthians, do Vitória/BA, da Chapecoense/SC e do Flamengo/RJ.

Ábila, o responsável pela eliminação do Corinthians em 2016

Ábila, o responsável pela eliminação do Corinthians em 2016
CBF

No passado, em mata-matas, o Cruzeiro bateu o “Timão” três vezes – as quartas-de-final de 1996, 1998 e 2016. O Corinthians superou o rival nas oitavas de 1991 e 2002. Porém, ainda guarda a lembrança de que, na decisão do Campeonato de 1998, em três jogos, superou a “Raposa” depois de dois empates (2 x 2 em Minas, 1 X 1 em São Paulo), e um triunfo, 2 X 0 no Morumbi.


Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Tweetar”, ou registre a sua opinião em “Comentários”. Muito obrigado. E um grande abraço!

Ford desenvolve furgão elétrico na Alemanha para escapar de restrições a motores a diesel

FRANKFURT (Reuters) – A Ford está desenvolvendo uma van de entrega com motor elétrico na Europa usando tecnologia fornecida pela startup StreetScooter, da Deutsche Post, em um momento em que as cidades alemãs ampliam restrições contra veículos movidos a diesel.

Na última medida, um tribunal alemão ordenou nesta terça-feira que Berlim proíba a circulação de veículos antigos a diesel para reduzir a poluição e adequar a cidade aos padrões da União Europeia.

A pressão para que as principais montadoras acelerem o desenvolvimento de veículos que não emitem poluentes provocou novas alianças entre empresas de tecnologia e montadoras tradicionais de veículos.

A nova van elétrica é baseada em um chassi da Ford fabricado na Turquia e equipado com um conjunto de motor e transmissão elétricos.

A capacidade de produção anual do novo furgão chegará a 3.500 veículos que serão montados na sede da Ford Europe, em Colônia, disse a Deutsche Post. O serviço alemão de entregas acrescentou que os veículos serão inicialmente fornecidos ao seu grupo DHL, mas que também serão oferecidos a terceiros.

(Por Edward Taylor)

Jornal: Gigantes ingleses querem o futebol de Sancho, do Dortmund

Lance

Lance
Lance

Principal jogador do Borussia Dortmund na temporada até o momento, Jadon Sancho despertou interesse de gigantes ingleses para a próxima janela de transferências. A informação é do jornal inglês ‘The Guardian’ que afirma que Manchester United, Tottenham, Arsenal, Liverpool e Chelsea esperam contar com o futebol do jogador de 18 anos.

De acordo com o jornal, o Manchester United é o time que mais quer o futebol do atleta inglês. José Mourinho, muito questionado, quer reforçar seu time e Ed Woodward, gerente de futebol dos Diabos Vermelhos, está propenso a abrir os cofres para melhorar o rendimento da equipe que está apenas na oitava colocação de Premier League.

Ainda segundo a publicação, o Dortmund estaria disposto a pedir nada menos do que 100 milhões de libras, cerca de 497 milhões de reais, pela transferência do jovem inglês, que passou pela base do Watford e do Manchester City, que o liberou para o time alemão por apenas R$21 milhões em 2015.