Por que o governo dos EUA acusa Nicolás Maduro de chefiar cartel do narcotráfico

EUA consideram que Maduro é lider de um cartel de drogas em parceria com a guerrilha colombiana

EUA consideram que Maduro é lider de um cartel de drogas em parceria com a guerrilha colombiana
AFP

Os Estados Unidos abriram um processo criminal contra o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. Os americanos o acusam de associação com o tráfico de drogas. A acusação também é direcionada diversos outros membros de alto escalão do governo venezuelano.

As acusações foram anunciadas pelo procurador-geral (cargo equivalente nos EUA ao de ministro da Justiça do Brasil) William Barr e devem aumentar as tensões entre os dois países.

Os EUA também ofereceram uma recompensa de US$ 15 milhões (R$ 75 milhões) para informações que possam levar à prisão de Maduro.

A Casa Branca apoia o líder de oposição Juan Guaidó, que no ano passado se autodeclarou presidente interino.

As novas acusações são uma escalada na longa campanha de pressão dos EUA para a saída de Maduro, que também inclui sanções econômicas ao país latino-americano. Os americanos consideram Maduro “ilegítimo” e também o acusam de ser um “ditador”.

Grupo de Administração para o Controle das Drogas dos Estados Unidos oferece U$ 15 milhões por informações que levem à captura de Maduro

Grupo de Administração para o Controle das Drogas dos Estados Unidos oferece U$ 15 milhões por informações que levem à captura de Maduro
DEA
Narcotráfico e conluio com as Farc

Maduro e outros membros do alto escalão do governo venezuelano são acusados pelos EUA de supostamente integrar o cartel Los Soles, que atuaria em conjunto com o grupo paramilitar colombiano Farc para “inundar os Estados Unidos com cocaína”.

O grupo é acusado de facilitar envio de drogas da Venezuela, incluindo permitir que o narcotráfico operasse aviões a partir de uma base aérea venezuelana.

“Enquanto o povo venezuelano sofre, esses conspiradores enchem os bolsos”, disse Barr em uma coletiva de imprensa na quinta, 26.

O processo inclui ainda acusações de crimes relacionados ao tráfico, como lavagem de dinheiro e corrupção.

As acusações foram apresentadas contra Maduro e outras 14 pessoas — incluindo o ministro da Defesa e o presidente da Suprema Corte venezuelana — em tribunais de Nova York, Miami e Washington.

As acusações puderam ser apresentadas em tribunais dos EUA porque os supostos crimes teriam acontecido também em território americano.

Mais cedo no mesmo dia, Maduro acusou os EUA e a Colômbia de conspirar contra a Venezuela e causar violência interna no país.

Procurador-geral dos Estados Unidos, William Barr, anunciou nesta quinta-feira a acusação de narcotráfico contra o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

Procurador-geral dos Estados Unidos, William Barr, anunciou nesta quinta-feira a acusação de narcotráfico contra o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro
EPA
Qual o pano de fundo da crise com a Venezuela?

Maduro venceu uma eleição presidencial apertada em abril de 2013 após a morte de seu padrinho político, o presidente Hugo Chávez.

Em maio de 2018, Maduro foi reeleito em uma eleição que foi considerada problemática por observadores internacionais. Seus opositores o acusam de ter fraudado o pleito.

Sob Maduro, o país tem vivido um colapso econômico, com uma inflação de mais de 800.000% no último ano. Mais de 4,8 milhões de pessoas deixaram a Venezuela, gerando uma crise migratória internacional.

Guaidó acusou o presidente de não estar preparado para o cargo e recebeu o apoio de de muitos países, incluindo o Brasil, os EUA e países da União Europeia.

No entanto, Maduro continua no poder e é apoiado por Rússia, China e Cuba. Ela acusa as restrições econômicas impostas pelos EUA de serem o motivo da crise econômica no país.

Também diz que a interferência dos EUA é a razão de diversos outros problemas que a Venezuela enfrenta.

Deixe um comentário