Seguindo investigações, FBI invade mansão de Jeffrey Epstein no Caribe

Investigações continuam após a morte de Epstein

Investigações continuam após a morte de Epstein
Wikimedia Commons

Agentes do FBI invadiram na última segunda-feira (12), a mansão que o bilionário Jeffrey Epstein mantinha na ilhas Virgens Americanas, no Caribe.

Pelo menos dois oficiais superiores na agência confirmaram a ação à imprensa norte-americana.

Os esforços marcam a determinação de investigar os possíveis abusos sexuais do bilionário que foi encontrado morto na sua cela na cadeia no último sábado (10). A polícia acredita que Epstein tenha se suicidado.

Ontem mesmo, o procurador-geral dos EUA, William Barr, já havia anunciado que as investigações contra os crimes de Epstein não cessariam com sua morte e que seus cúmplices tinham muito com o que se preocupar.

Além disso, o jornal The New York Times também publicou um artigo no qual um de seus jornalistas relata os bastidores de uma entrevista com Epstein no ano passado.

O bilionário teria confesssado ao repórter James B Stewart que sabia detalhes sobre as supostas tendências sexuais e o uso recreativo de drogas de um número de pessoas ricas e famosas.

Epstein também contou ao jornalista que “criminalizar o sexo com adolescentes era uma aberração cultural”.

Deixe um comentário