Profissionais do CRI protestam pela permanência dos diretores

Após o vazamento de informações dentro da secretaria estadual de saude quanto a provável exoneraçao dos diretores do Centro de Reabilitação Infantil ( CRI), os servidores da unidade realizaram um protesto nas dependências da unidade. Cartazes foram carregados pedindo a permanencia da direção.
As manifestações se espalharam ainda nas redes sociais da governadora com clamor pela permanencia da atual gestão do Centro

O blog ainda teve acesso a uma carta endereçada ao secretário estadual de saúde, Cipriano maia ao qual os servidores apontam melhorias conquistadas pelos diretores como melhoria das estruturas físicas, entregas de ortese e protese, ampliaçao do acesso ao centro, dentre outros .

 

Veja abaixo a carta dos servidores enviada ao senhor secretário estadual de saúde

 

Natal, 02 de Setembro de 2019

Ao Exmo. Sr. Cipriano Maia

Secretário Estadual de Saúde do RN

Exmo. Secretário,

Nós servidores do Centro de Reabilitação Infantil e Adulto, vimos expressar nossa manifestação e apoio pela PERMANÊNCIA DA ATUAL DIREÇÃO DESTE CENTRO.

Para que possamos expressar nossos motivos para tal manifesto, resolvemos fazer apontamentos da situação ao qual nosso Centro enfrentou e ao qual hoje, após trabalho desempenhado pela nova gerência da unidade, obteve-se resultados bastantes significativos.

Assim sendo, pontuamos as seguintes situações:

  1. Infraestrutura física: A unidade encontrava-se com infraestrutura precária, com deficiência na acessibilidade, vigas caindo, infiltrações espalhadas por todo o prédio, com setores interditados pelo risco iminente de acidente, enquanto existia uma obra paralisada desde 2014. Com a nova direção, a obra foi retomada, todos os setores retornaram a funcionar, tendo melhorias significativas em todos os ambientes, dando conforto e segurança para os profissionais e pacientes (Anexo 1);
  2. Mobiliário: Os móveis disponíveis na instituição estavam em mau estado de conservação, apresentando-se enferrujados, quebrados, fatores que causavam acidentes constantes com profissionais e pacientes. Com a nova direção, foi realizado uma aquisição de móveis e 100% dos setores foram beneficiados, sendo feito troca de cadeiras, armários, mesas.
  1. Acesso ao Serviço: O Centro enfrentou durante anos filas longas para agendamento da avaliação global, tendo os pais a obrigação de chegar à Unidade no dia anterior à marcação, ficando expostos ao sol, chuva e insegurança. Com a nova direção, o agendamento foi modernizado passando a ser realizado por meio eletrônico e com a criação do Núcleo Interno de Regulação, os pacientes passaram a ser atendidos de acordo com o seu nível de prioridade, respeitando assim o princípio da equidade;
  2. Oferta de órtese, prótese e meios auxiliares de locomoção: Há pelo menos 5 anos não era realizado entrega de órtese e prótese, o que levava acúmulo de demandas judiciais. Também havia inúmeras cadeiras ocupando a quadra esportiva e salas de atendimento. Com a nova direção, foi retomado a entrega de órtese e prótese, criado o Núcleo de Demandas Judiciais e houve maior fluxo de entrega das cadeiras de rodas, desocupando as salas de atendimento;
  1. Capacitação Profissional: A oferta e incentivos à participação de capacitações e treinamentos eram escassas, o Seminário de Reabilitação do RN, evento da própria instituição, já não mais era realizado há anos. Com a nova direção, foi ampliada a oferta de cursos, sejam eles de iniciativa da própria instituição ou de parceiros, o Seminário foi retomado e ampliado;
  2. Limpeza das áreas externas  e conservação de equipamentos: A unidade enfrentou por diversos problemas com a sua limpeza, principalmente na área externa, sendo necessário paralisarmos nossas atividades como alerta pelos focos de mosquitos aedes aegypti, baratas, escorpiões e outros insetos. Além disso, a unidade tinha serviços precários de manutenção e conservação. Com a nova direção foi realizado limpeza da área externa em parceria com a URBANA, dedetizações mensais, e manutenção constantes;
  3. Parceria com Hospitais e outras instituições: Durante anos, o CRI/CRA não possuiu relacionamento com outras instituições, sendo uma “ilha” dentro do estado. Com a nova direção, foram realizadas parcerias com o hospital Ruy Pereira e Hospital Maria Alice para atendimentos ambulatoriais e exames de pacientes acompanhados pelo Centro, fator que facilitou o atendimento dos pacientes e a manutenção do tratamento no serviço de reabilitação; além disso, foram realizadas parcerias com o Ibama que já nos doou madeiras e peixes, como também aumentaram-se o  número de estudantes das instituições de ensino superior, ao qual tem colaborado com nossas atualizações científicas e dado suporte no atendimento dos pacientes.
  4. Aquisição de equipamentos: Semelhantemente aos móveis, o CRI/CRA passou quase toda a sua existência sem a renovação ou aquisição de novos equipamentos, o que impediu a implantação de novas técnicas, a melhoria do atendimento e a precarização dos serviços. Com a nova direção, foram adquiridos por meio de parceria com o Ministério Público do Trabalho, equipamentos para o setor de audiologia. Também foram realizadas doações de uma bicicleta ergométrica e um aparelho Nintendo wii para implantação da gameterapia;
  5. Comunicação com usuários: O único canal disponível pelo CRI/CRA para comunicação com os seus usuários eram os telefones, que em muitos setores já não existia linhas. Com a nova direção, aconteceu uma redistribuição das linhas, priorizando os setores estratégicos, além da ativação de canais de comunicação alternativos, caso das redes sociais e site oficial. Mais recentemente foi inaugurada a Ouvidoria da Unidade.

Portando, acreditando no diálogo, na democracia, na valorização dos profissionais do SUS, sobretudo nas boas práticas de gestão, após o apontamento das melhorias ao qual esta instituição passou em apenas 1 ano sob nova direção, reforçamos nosso pedido de manutenção desta equipe.

Atenciosamente,

 

PROFISSIONAIS DO CRI/CRA

 

 

 

 

Descaso em Tibau do Sul

Tibau do Sul: vereador Adecio Marinho denúncia precariedade do posto de saúde da comunidade do Piau

A falta de zelo com a saúde do município de Tibau do Sul, no litoral Sul potiguar, foi denunciada pelo vereador Adecio Marinho (PDT).

Segundo o parlamentar, a unidade hospitalar da comunidade do Piau está sendo reformada há 6 meses e a população não sabe se quer qual o valor total da obra, não existe placa indicativa com às informações sobre valores gastos da reforma, fundamentais para a população que mantém o serviço público, com o pagamento dos seus impostos.

Outro ponto importante relatado por Marinho é referente aos medicamentos e equipamentos que estão sem uso devido a demora na finalização da obra.

Maquinário com alto valor agregado como a cadeira odontológica, que custa em média R$ 15 mil reais encontra-se jogada ao lado de metralhas, enfrentando o desgaste do sol e da chuva. E o descaso não se resume ao equipamento dentário, medicamentos, seringas e os ar-condicionados também estão abandonados aguardando a finalização da obra, comprovando a falta de respeito com o contribuinte de Tibau do Sul. Confira imagens:

Rio Grande do Norte tem 3 casos confirmados de sarampo

O Rio Grande do Norte tem 3 casos confirmados de sarampo de 1º de janeiro a 24 de agosto de 2019. Outros 12 casos notificados seguem em investigação no estado, segundo a Secretaria Estadual de Saúde Púplica (Sesap).

Ainda segundo a Sesap, neste período foram notificados 22 casos suspeitos de sarampo no RN, dos quais 7 foram descartados após investigação.

Os 3 casos confirmados são de moradores de Natal, Macaíba e Tibau do Sul. Dois destes casos são de pacientes que possivelmente contraíram a doença em São Paulo.

De acordo com a Sesap, os casos suspeitos só são efetivamente confirmados ou descartados após serem analisados todos os critérios clínicos, laboratoriais e epidemiológicos.

No dia 21 de agosto, a partir de uma recomendação o Ministério da Saúde, o Rio Grande do Norte iniciou a vacinação contra o sarampo de todas as crianças entre 6 meses e 1 ano. Antes, o reforço era indicado somente para aquelas que fossem viajar para municípios com surto da doença no país. De acordo com o ministério, o grupo formado pelas crianças menores de 1 ano é o mais afetado pela doença.

A vacina contra o sarampo está disponível nos postos de saúde da rede pública.

Unidade móvel do Sesc oferece exames preventivos gratuitos em Natal

A unidade móvel Sesc Saúde Mulher oferece exames preventivos gratuitos até 31 de outubro no Alecrim, Zona Leste de Natal. A unidade está estacionada na Rua Presidente Bandeira, entre a Marechal de Assis e a Amaro Barreto.

Os agendamentos são feitos na própria unidade móvel e podem ser feitos de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 12h às 16h, para mulheres de 25 a 64 anos. As interessadas devem levar cópias do RG, CPF e cartão SUS e comprovante de residência.

Os atendimentos são limitados e contemplam a programação do projeto Sistema em Movimento da Fecomércio, Sesc e Senac.

Irmãs escavam com colher de pedreiro ao redor de casa em que moravam em Maceió durante anos

Duas senhoras, que são irmãs, escavaram ao redor da casa em que moravam usando uma colher de pedreiro. Vizinhos disseram que, durante aproximadamente oito anos, elas retiravam a terra em volta da residência, colocavam em baldes e jogavam o barro na rua. O caso ocorreu no bairro Benedito Bentes, na parte alta de Maceió. As irmãs foram retiradas da casa nesta terça-feira (9).

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) disse que as duas senhoras foram transferidas para a casa de parentes. As equipes de saúde que estão acompanhando o caso querem saber se houve negligência por parte da família, já que os relatos são de que as irmãs faziam a escavação há pelo menos oito anos.

“Vamos dizer negligência, mas a gente não sabe também. Às vezes se trata de pessoas que presenciam, mas têm medo de se aproximar, têm medo de alguma reação. A gente não sabe se essas senhoras já fizeram tratamento antes”, disse a coordenadora do Centro de Atenção Psicossocial Noraci Pedrosa (Caps), Rita de Cássia Pedrosa.

A situação das irmãs viralizou depois que o vereador por Maceió Siderlane Mendonça postou o caso em uma rede social.

“O que soubemos é que as duas irmãs têm transtornos e uma sobrinha faz uso de drogas. Se a gente detectar que isso acontece, também vamos encaminhar a sobrinha para tratamento”, contou a coordenadora do Caps.

A profissional da área de saúde mental do município fez um alerta para quem conhece casos semelhantes.

“Qualquer pessoa que detectar um problema como esse pode procurar o CAPS, pode procurar até a Secretaria Municipal de Saúde, que lá eles vão encaminhar para a gente do CAPS, pode procurar a Defensoria Pública e qualquer órgão que possa ajudar. Até a família pode fazer isso. E se a família não fizer, que um vizinho faça, mas que tome alguma providência e não deixe que aconteça algo pior”, disse Rita Pedrosa.

Vizinhos disseram que a escavação feita pelas irmãs estaria provocando rachaduras nas casas vizinhas.

“A minha casa rachou um pouco e a do vizinho ali está bem rachada. Reforçamos a parede bem reforçada com ferro e cimento”, disse um morador que não quis se identificar.

A Defesa Civil de Maceió foi acionada. A equipe de engenharia disse que há risco do muro da casa cair.

A Coordenadoria Municipal Especial de Proteção e Defesa Civil (Compdec) disse que após uma equipe fazer a vistoria no local, foi recomendado o reaterro da área para evitar danos aos imóveis vizinhos.

Governo do RN recua e decide manter Hospital Ruy Pereira

Secretário de Saúde do estado havia dito no dia 5 de junho que hospital seria fechado pelas más condições na estrutura do prédio.

O Governo do Rio Grande do Norte decidiu que vai manter o Hospital Doutor Ruy Pereira do Santos, que fica em Petrópolis, na Zona Leste de Natal, em funcionamento. A decisão foi tomada nesta segunda-feira (10) em reunião que contou com a presença do titular da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Cipriano Maia, do secretário adjunto de Saúde, Petrônio Spinelli, e de técnicos da pasta.

“Decidimos claramente manter a continuidade dos serviços que já vem sendo prestado à população, com qualidade, como este governo instituiu, e tomar as medidas necessárias para que não haja descontinuidade no atendimento”, informou o secretário Cipriano Maia.

Na quarta-feira passada (5), o próprio secretário de Saúde do RN havia confirmado o fechamento do hospital ao alegar deficiência na estrutura do prédio em que ele funciona atualmente.

Segundo Maia, para que o Hospital Ruy Pereira siga em funcionamento, haverá a renovação do “contrato pelo período que for necessário”, além de uma “reavaliação das condições estruturais do prédio” em que a unidade de saúde está instalada. O contrato atual de locação do prédio se encerra no mês de agosto.

O Governo do Rio Grande do Norte informou ainda que as medidas tomadas serão discutidas com a sociedade e com órgãos de fiscalização e controle.

Hospital Ruy Pereira

O Hospital Ruy Pereira é referência no Rio Grande do Norte em cirurgias vasculares e o principal destino de pessoas em tratamento para problemas como o “pé diabético”. A unidade tem 80 leitos clínicos de enfermaria e 10 leitos de UTI.

Há aproximadamente dois meses, o hospital foi tido como referência para atendimento de pacientes vasculares. A unidade foi inaugurada em outubro de 2010 e funciona no prédio do antigo Itorn, no bairro de Petrópolis. O Ruy Pereira possui um centro cirúrgico com três salas; o ambulatório especializado atende 20 pessoas em média por dia; admite a internação de cerca de 100 a 120 pacientes por mês; e em maio registrou 209 procedimentos cirúrgicos realizados.

O Governo do Estado paga R$ 200 mil mensais de aluguel pelo uso do imóvel, cujo contrato vence no fim do mês de agosto.

Ministro da Saúde garante envio de vacinas contra sarampo a estados: ‘pronto para abastecer todas as unidades do Brasil’

São Paulo já solicitou reforço e receberá três milhões de doses do governo federal. Titular da pasta descartou possibilidade de campanha nacional.

Em visita a Porto Alegre nesta sexta-feira (7), o ministro da Saúde,Luiz Henrique Mandetta , garantiu a distribuição de doses de vacina contra o sarampo para os estados que fizerem a solicitação à pasta. A possibilidade de uma campanha nacional, no entanto, foi descartada.

“A partir do momento em que [os estados] vão solicitando as vacinas, o Programa Nacional de Imunizações está pronto para abastecer todas as unidades do Brasil, mas como campanha, não”, esclarece o ministro.

Autoridades do Ministério da Saúde haviam sinalizado a chance de uma campanha contra a doença ser realizada ainda neste mês de junho em todo o país.

Mandetta também assegurou o envio de 3 milhões de doses de vacina contra o sarampo para São Paulo. A campanha estadual começa na próxima segunda-feira (10).

“São Paulo, a cidade, que solicitou doses para reforço, em função de que observou casos durante o carnaval, aqueles navios que pararam, que a gente teve que entrar para vacinar 6 mil, 7 mil casos de sarampo dentro daqueles navios. São Paulo registrou casos autóctones”, justifica o ministro.

O titular da pasta também fez um apelo para que os pais e as autoridades municipais e estaduais façam “o dever de casa e vacinem”.

Entenda o que é sarampo, quais os sintomas, como é o tratamento e quem deve se vacinar  — Foto: Infografia: Karina Almeida/G1

“Nova Iorque decretou emergência sanitária por conta de sarampo. É uma doença de transmissão muito rápida. Venezuela não está fazendo vacinação. Entramos pelo estado de Roraima, teve epidemia em Roraima. Depois, teve Manaus, quase 20 mil casos. Depois, foi para Belém, conseguimos segurar com vacinação”, exemplifica o ministro.

Um balanço extra-oficial elaborado a partir de dados de secretarias estaduais aponta que o Brasil teve 107 casos da doença confirmados em 2019.

Após evento na Santa Casa de Porto Alegre, o ministro também anunciou o aporte de R$ 2,8 milhões para a compra de um angiógrafo, aparelho de neuroradiologia, para a casa de saúde.

Troque o Medo por Esperança

O Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes apoia a Campanha “Troque o Medo por Esperança” que acontece em Natal/RN, das 9h às 13h, no Parque das Dunas. Confira a programação completa abaixo:

â–ª9h – Abertura | Dr.Leonardo Barreto – Cirurgião Oncológico, Dr. Marcos Lima de Freitas – Presidente do CREMERN e apresentação da Banda de Música Marinha do Brasil
▪9h20 | Início dos atendimentos médicos e multidisciplinares nas tendas de saúde com apoio das Forças Armadas do Brasil:
– Unidade Móvel de Mamografia Savana Galvão
– DNA Center Lab com exames de PSA & Hgt
– SMS lajes do Cabugi & Hospital Maria Alice com Testes rápidos de Hepatites B e C, Sífilis e HIV
РAferi̤̣o de presṣo arterial e glicemia capilar (HGT)
РMensura̤̣o de medidas antropom̩tricas (peso, altura e circunfer̻ncia abdominal)

Tenda Odontológica
– Prevenção do Câncer de Boca & a importância dos Cuidados Odontológicos durante a Terapia Oncológica

Espaço de Folha
РProje̤̣o de filmes educativos da SBCO sobre os principais tipos de c̢ncer

Mini Palestra sobre o tema abordado: Troque o Medo pela Esperança
– Dra. Lyssa Dantas Psicóloga Clinica e Hospitalar/Coordenadora do Projeto Obesidade hoje

Exposição Fotográfica de Pacientes Oncológicas do Grupo Bonitas da Rede de Apoio das Mulheres com Câncer

Exposição dos Grupos:
РReviver РRede Feminina da Liga Contra o C̢ncer & Oficina dos Anjos

Momento Cultural
– Ivanildo do Teclado
– Duda da Boneca Cordelista
– Leia & Sonia Cantoras Motivacionais

Espaço Fitness
РAcademia Bodytech & Studiopowerplater com atividades funcionais Рavalia̤̣o de Bioimped̢ncia

Tenda da Postorologia
– A podolife fará Teste da Pisada com Baropometria com tecnologia de ponta

Tenda Relax
– Dra. Carla Candiles Fisioterapeuta Dermato-Funcional

Tenda Aopharmaceutico
– Distribuição dos produtos para pacientes oncológicos.

Tenda da Coloplast
– Cuidado com Istomia, Urologia, Incontinência Urinária & Tratamento de Feridas

Tenda da Beleza
– Babi make hair & Maria Lins

Tenda Exército Brasileiro & Marinha do Brasil
РDistribui̤̣o de material informativo & a̵̤es de sa̼de

Ponto de Apoio com Ambulância do Exército Brasileiro

Espaço Fresh
– Distribuição Gratuita de Água Mineral & água de coco

Encerramento: Dr.Leonardo Barreto – Cirurgião Oncológico com apresentação da Equipe Organizadora

Suyame Furtado Ricarte
Direção Geral